Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

Home Tecnologia Saiba o que fazer em caso de ter seu celular furtado, roubado ou perdido

Compartilhe esta notícia:

Teve o celular roubado ou furtado? A ordem das ações que você tomar faz diferença. Veja o que fazer em cada momento.

Roubo ou furto

1) Limpe os dados: Envie um comando remoto para limpeza dos dados no aparelho, se está claro que você não poderá recuperar o telefone. Isso pode ser feito por algum computador ou telefone, entrando na sua conta da Apple (iCloud, para iPhones) ou do Google (para smartphones com sistema Android, o mais comum).

O comando em questão chama-se Apagar Dispositivo (iPhone) ou Limpar dispositivo (Android). A partir desse momento, todos os arquivos armazenados ficam inacessíveis no aparelho roubado/furtado.

O comando não vai funcionar se o aparelho tiver sido colocado pelos criminosos em “modo avião”, após o roubo. A Apple informa que “se o aparelho estiver off-line , ele será apagado remotamente na próxima vez que estiver on-line”.

Se o comando falhar, entre em contato com seu banco imediatamente e confirme que nenhuma atividade indevida foi realizada em sua conta. Troque também todas as senhas das contas cadastradas em seu smartphone, incluindo redes sociais e e-mail.

2) Comunique a operadora: Após proteger seus dados, entre em contato com a operadora, para que ela desative seu chip e bloqueie a linha. Assim, os ladrões não poderão usar o seu número.

Não faça isso antes de apagar seus dados, pois, se linha for cancelada e seu smartphone ficar sem internet, o comando para limpar o dispositivo não vai chegar.

3) Registre o boletim de ocorrência: Procure o site da delegacia eletrônica do seu Estado e faça um boletim de ocorrência.

4) Bloqueie o IMEI do celular: Com o boletim de ocorrência, entre novamente em contato com a operadora para solicitar o bloqueio do IMEI (uma espécie de “RG” do aparelho, que também aparece na caixa — comprou celular novo? Anote o IMEI em algum lugar).

A partir do bloqueio do IMEI, o aparelho ficará impedido de conectar a redes móveis, diminuindo as chances de que o ladrão possa revender ou utilizar o aparelho normalmente.

5) Cuidado com golpes: Existem casos em que bandidos entram em contato com as vítimas do roubo ou familiares, para tentar conseguir acesso às contas Google ou ID Apple para desbloquear os aparelhos. Eles podem se fazer passar por funcionários de um banco, por exemplo, e pedir códigos SMS ou senhas. Nunca forneça esses dados sensíveis.

Se achar que é o caso, avise pessoas mais próximas do furto/roubo, para que saibam que, se alguém entrar em contato por meio do seu número de telefone roubado/furtado, é golpe.

Perda do celular

Seu smartphone possui ferramentas para situações de perda e roubo. A partir de um computador pessoal ou outro dispositivo confiável, acesse um dos sites abaixo, de acordo com sua plataforma: Apple/iPhone ou Google/Android.

Se você perdeu o aparelho por algum descuido, há duas ferramentas para tentar recuperá-lo. A primeira opção é tentar ligar no seu próprio número. Motoristas de aplicativos e garçons em restaurantes, por exemplo, podem ajudar você a recuperar o que foi perdido.

A segunda ferramenta é o rastreamento oferecido pelo sistema do seu celular, que é mais preciso do que qualquer rastreamento de operadora. Você também poderá enviar um comando que faz o telefone emitir um som, contornando a configuração de volume e permitindo que seu aparelho seja encontrado mesmo no modo silencioso.

Em caso de roubo, o rastreamento e o toque sonoro não devem ser acionados porque você deve agir o mais rápido possível para priorizar a proteção dos seus dados.

A Apple disponibiliza o “modo perdido”: ele permite que você bloqueie seu iPhone, iPad, iPod touch, Mac ou Apple Watch para que outras pessoas não consigam acessar as suas informações pessoais. Ele pode ser acessado pela mesma página de localização (iCloud.com/find).

Um e‑mail de confirmação é enviado para o endereço de e‑mail do ID Apple e é possível exibir uma mensagem personalizada na tela do dispositivo, indicando que está perdido ou como entrar em contato com você.

O celular fica em modo silencioso para mensagens e alarmes. Mas o dispositivo ainda pode receber ligações e chamadas do FaceTime. O Apple Pay é desativado no dispositivo, assim como cartões de crédito ou débito configurados, carteirinhas estudantis mesmo se o dispositivo estiver off-line.

Caso não tenha sucesso em localizar o celular, siga os mesmos passos para o caso de roubo/furto.

Veja como prevenir maiores prejuízos:

— Jamais anote senhas em e-mails ou no bloco de notas do aparelho, por exemplo;

— Dificulte a vida dos criminosos: evite senhas fracas, tanto para desbloquear o aparelho quanto em apps, redes sociais e e-mails. Faça uso de gerenciadores de senha e recorra à autenticação em dois fatores, por exemplo;

— Não forneça dados sensíveis (senhas, códigos recebidos por SMS) a ninguém;

— Use armazenamento em nuvem para fotos e outros documentos que quiser manter. No caso de ter o celular roubado ou furtado, mesmo que você recupere o smartphone é possível que os ladrões já tenham tentado restaurar os padrões de fábrica, apagando todos os dados salvos somente no aparelho;

— Mantenha seu celular atualizado. Eventuais falhas e brechas de segurança são corrigidas por esse meio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Para se prevenir do Alzheimer coloque o cérebro para trabalhar. É possível começar os cuidados ainda na infância
Após fala nazista, YouTube impede Monark de criar novo canal
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde