Domingo, 16 de Junho de 2024

Home Você viu? Segundo homem mais rico do mundo, Jeff Bezos perde 13 bilhões de dólares com queda nas ações da Amazon

Compartilhe esta notícia:

Jeff Bezos perdeu cerca de  13 bilhões de dólares de sua fortuna em algumas horas, segundo o Bloomberg Billionaires Index. O prejuízo do segundo homem mais rico do mundo aconteceu depois de uma queda no valor das ações da Amazon nesta sexta-feira (29).

Após registrar seu primeiro resultado negativo em sete anos, a gigante do comércio eletrônico viu suas ações sofrerem uma queda de mais de 8% na manhã desta sexta, ainda antes da abertura dos negócios na bolsa americana Nasdaq.

As despesas da empresa aumentaram, pois está pagando salários mais altos para atrair trabalhadores durante um período de escassez de mão de obra nos Estados Unidos. Além disso, os preços mais altos dos combustíveis estão reduzindo a renda disponível dos consumidores, ao mesmo tempo em que torna a entrega de produtos mais cara para a empresa.

De acordo com a Bloomberg, a fortuna de Bezos pode cair para 155 bilhões de dólares se as perdas nas ações persistirem ao longo do dia – no fechamento de quinta-feira, o patrimônio dele era estimado em 169 bilhões de dólares.

No ano passado, o fundador da Amazon chegou a ter seu patrimônio avaliado em 210 bilhões de dólares. Desde o início deste ano, no entanto, ele já ‘encolheu’  23,4 bilhões de dólares.

Como uma parte significativa do patrimônio de Bezos está na quantidade de ações que ele detém da Amazon, sua fortuna é impactada pelo preço desses ativos, que são negociados na bolsa.

Atualmente, o patrimônio do fundador da Amazon é menor apenas que o do bilionário Elon Musk, cofundador de Tesla e SpaceX. Com uma fortuna estimada em 265 bilhões de dólares, Musk ainda chegou a um acordo para comprar o Twitter.

Resultados negativos da Amazon

A gigante tecnológica registrou um prejuízo de 3,8 bilhões de dólares no trimestre encerrado em 31 de março, em comparação com lucro de 8,1 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado.

O presidente-executivo da Amazon, Andy Jassy, afirma que “a pandemia e a guerra na Ucrânia trouxeram crescimento e desafios incomuns” para a companhia.

Segundo Jassy, a gigante do comércio eletrônico precisou lidar com custos trabalhistas mais altos depois de aumentar seu time durante a pandemia e ainda sofre com a queda nas vendas causada pela inflação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Você viu?

Veja por que os carboidratos dão dor de cabeça
Cosmonautas russos exibem “bandeira da vitória” na Estação Espacial Internacional
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias