Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Home Economia Serasa oferece chance de inadimplentes parcelarem débitos em até 36 vezes sem juros durante este mês

Compartilhe esta notícia:

Consumidores endividados devem ficar atentos ao prazo do “Feirão limpa nome” da Serasa que, este ano, vai até o dia 31 de agosto. A campanha, iniciada em 12 de julho, permite que brasileiros em dívida com 24 empresas participantes possam quitar débitos de R$ 200 a R$ 1000, integralmente, por R$ 100. Segundo informações da empresa, os descontos chegam a até 99%, e mais de 1 milhão de endividados já se beneficiaram da negociação facilitada, e milhões de dívidas ainda podem ser negociadas sob as condições especiais até o final de agosto.

“Desde o dia 12 de julho, quando a ação de R$100 começou, a Serasa já disponibilizou mais de R$ 3 bilhões em descontos e ajudou mais de 1,1 milhão de brasileiros a renegociarem suas dívidas”, afirma o gerente executivo de marketing da Serasa, Matheus Moura.

Ainda segundo a Serasa, a negociação ocorre de forma simples e rápida. Os acordos são feitos em menos de 3 minutos e as consultas podem ser feitas de forma gratuita pelo site, aplicativo Serasa, WhatsApp ou por telefone. “Quem preferir negociar presencialmente pode ir em uma das unidades dos Correios”, informou a Serasa, que pede que os consumidores priorizem os meios digitais, devido à pandemia.

A ação surgiu depois de a empresa realizar uma pesquisa que ouviu 2.645 endividados de todo o país. O levantamento mostrou que descontos e parcelamentos sem juros são os maiores motivadores para o consumidor quitar suas dívidas.

Atualmente, 69,7% das famílias brasileiras estão endividadas, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Desse total, 10,8% declararam que não têm condições de pagar contas ou dívidas e que permanecerão inadimplentes. Ainda segundo a pesquisa, o principal vilão das dívidas nos lares brasileiros é o cartão de crédito, responsável pelos débitos de 81,8% das famílias.

Participam da ação as seguintes empresas: Claro, Ativos, Atlântico, Banco BMG, Banco Digio, Banco Inter, Banco Losango, Banco Neon, Boticário, Bradescard, Bradesco Financiamentos, BTG+, Carrefour, Crediativos, Credsystem, Digio, DmCard, Eudora, FortBrasil, Grupo Tracker, Havan, Hoepers, Intacto, Ipanema, Itapeva, Itau, MGW Ativos, Money Plus, Multi Crédito, Nalin, Net, Nextel, Recovery, Renner, Riachuelo, Santander, Sascar, Sicoob, Sorocred, Uze, Via Varejo, VoxCred e Zema.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Tesouro Nacional ameaça retaliar Estados que forem contra o corte no ICMS
As mulheres avançam na política: oito candidatas à Presidência da República e à vice
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News