Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021

Home Variedades Série documental de Peter Jackson sobre os Beatles, ganha data de lançamento no streaming

Compartilhe esta notícia:

“The Beatles: Get back”, a esperada minissérie documental sobre o quarteto de Liverpool dirigida por Peter Jackson, ganhou um trailer. Dividida em três episódios, a produção é resultado da edição de 60 horas de imagens inéditas de John, Paul, George e Ringo feitas em 1969, enquanto eles ensaiavam e faziam novas canções para “Let it be” (1970), último e icônico álbum da banda. O lançamento está previsto para acontecer ao longo dos dias 25, 26 e 27 de novembro.

Além das imagens de estúdio, que mostram a intimidade dos músicos compondo sob pressão em um curto período de tempo, “Get back” também apresenta, pela primeira vez na íntegra, o famoso show dos Beatles no topo do edifício da Apple Corps (empresa fundada pela banda), em Londres, com participação do tecladista Billy Preston. Feito de maneira um tanto improvisada durante o inverno inglês, o show durou 42 minutos e teve de terminar mais cedo por intervenção da polícia, que alegou problemas de tráfego e ruído na rua. Foi a última apresentação do quarteto.

Originalmente, o projeto de Peter Jackson previa um documentário em longa-metragem para os cinemas, mas o corte final atingiu seis horas de duração e acabou sendo levado para o streaming. Em junho, o diretor – responsável pelas trilogias “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit” – afirmou ao jornal britânico “Independent” que “o documentário é a história das fragilidades humanas e de uma parceria divina, um relato detalhado do processo criativo, com a elaboração de canções icônicas sob pressão, situado em meio ao clima social do início de 1969”.

Em 2018, Jackson usou tecnologia de ponta para produzir outro documentário, “Eles não envelhecerão”, que impressionou pela qualidade da restauração de rolos de filmes da Primeira Guerra Mundial. O longa se concentra na experiência de soldados britânicos revelada pelos arquivos do Imperial War Museum (IWM), de Londres. O diretor e sua equipe fizeram uma restauração digital, ajustando os quadros por segundo, colorizando o filme e convertendo-o para 3D.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Dwayne Johnson diz que se arrepende de divulgar briga com Vin Diesel
“Lamentável”, diz Luiza Brunet sobre as ofensas da mãe de Gabriel Medina
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada