Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022

Home em foco Série original da Amazon conta detalhes da vida e das polêmicas de Maradona

Compartilhe esta notícia:

Diego Armando Maradona viveu intensamente. Morto há pouco menos de um ano por conta de uma parada cardiorrespiratória, aos 60 anos, o argentino passou por grandes momentos: venceu uma Copa do Mundo, foi reverenciado como divindade na Argentina e ainda deixou sua marca em momentos históricos do futebol, como o gol “la mano de Dios”. Sem falar da vida pessoal, cheia de altos e baixos. Agora, tudo isso ganha uma adaptação para a telinha com a série “Maradona: conquista de um sonho”, na Amazon Prime Video.

Com os primeiros episódios já disponíveis desde 29 de outubro e com novos capítulos chegando toda semana até 26 de novembro, a produção traz detalhes sobre a vida do astro argentino.

A série escalou quatro nomes para interpretar Maradona: Nazareno Casero (Crônica de uma Fuga), Juan Palomino (Magnífica 70), Nicolas Goldschmidt (Supermax) e o pequeno Juan Cruz como “Pibe de Oro” – apelido do craque na infância. É um retrato completo, desde seu começo humilde até o papel fundamental para a vitória da Argentina na Copa do México, em 1986.

“Nunca nem ousei sonhar em viver um personagem como o Maradona, que teve uma vida digna de filme. Ou de série, neste caso”, conta Nazareno, compartilhando sua experiência de viver o jogador em uma fase mais madura.

Nicolas, que o fez na juventude, acrescenta que foi difícil interpretar esse Maradona bem mais inocente, ainda no começo de carreira, sem carregar todas as polêmicas e os momentos decisivos pelos quais ficou conhecido na vida depois dos gramados. “Foi um desafio como ator, um desafio muito grande, muito complicado. Mas a equipe de alta qualidade ajudou a nos aproximar dessa figura histórica”, afirmou Nicolas.

Na tela, é possível notar que ele e Nazareno tiveram de se esforçar bastante em termos de treinamento e de preparo. Afinal, são várias as cenas em que aparecem com a bola no pé, realmente fazendo jogadas. Já Juan Palomino, que vive o astro na vida pós-gramados, impressiona pela semelhança física – para o papel, inclusive, precisou engordar cerca de 20 quilos.

“Foi uma grande responsabilidade”, diz o ator argentino. “Afinal, interpretar Maradona adulto foi uma oportunidade para mostrar e para entender como era a vida dele e como cada parte de sua vida foi resultado de um tempo social e cultural que ele estava vivendo.”

“Maradona: conquista de um sonho” também se preocupa em abordar a vida de Claudia Villafañe, mulher do futebolista entre 1989 e 2004 – e com quem teve duas filhas, Dalma Nerea e Gianinna Dinorah. Na série, assim como as versões de Diego ao longo do tempo, Claudia ganhou dois diferentes retratos, com Julieta Cardinali (En Terapia; Valentin) e Laura Esquivel (Patito Feo). Felizmente, ao contrário de outras séries e filmes sobre jogadores de futebol, a mulher ganha espaço e, principalmente, mais profundidade.

“Foi uma grande experiência e um trabalho de colaboração, em conjunto. Foram muitos ensaios. Criamos três Claudias ao mesmo tempo: primeiro a adolescente, depois a jovem adulta e, por fim, a Claudia aos 40 anos”, conta Julieta, atriz que interpreta a ex-mulher já na vida adulta.

“Trabalhamos muito juntas desde o primeiro momento para que fosse algo real. São diferentes Claudias ali. Claro, é a mesma pessoa, mas passando por diferentes etapas de sua vida. Uma depende da outra”, revelou.

Nas telas

— ‘Amando Maradona’: Filme que foge do óbvio e fala sobre a paixão de fãs por Maradona;
— ‘Maradona, a Mão de Deus’: Primeiro filme de ficção sobre o jogador argentino. Dividiu opiniões de crítica e público;
— ‘Maradona by Kusturica’: Retrato profundo e experimental sobre a vida de Diego;
— ‘Maradona’: Documentário definitivo e elogiado sobre o jogador, dirigido por Asif Kapadia;
— ‘Maradona no México’: Série documental sobre Diego como treinador no México.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Novas vacinas contra a covid-19 poderão ser adesivos para a pele
Decisão da ministra Rosa Weber de suspender temporariamente os repasses feitos pelo governo a parlamentares tende a gerar um racha entre os ministros do Supremo
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa