Terça-feira, 16 de Abril de 2024

Home Política Tarcísio diz ter “gratidão eterna” a Bolsonaro depois de ser tachado de “traidor” por apoiadores

Compartilhe esta notícia:

O governador eleito de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), afirmou, em uma postagem neste domingo (11) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem sua “eterna admiração e gratidão”.

Tarcísio recebeu críticas de aliados do presidente após ter dito à CNN que não é um “bolsonarista raiz” e ter se aproximado do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, um dos principais alvos das críticas de Bolsonaro.

Confiança

Em postagem no Twitter, com uma foto ao lado de Bolsonaro, o governador eleito destacou a importância do presidente em sua trajetória. “Se estou hoje aqui, é porque Jair Bolsonaro confiou em mim e no trabalho de um técnico que em 2018 ninguém conhecia”, afirmou.

“O coração do cara por trás do presidente da república poucos têm o privilégio de conhecer. Eu sou um deles e sou grato por isso. Se estou hoje aqui, é porque @jairbolsonaro confiou em mim e no trabalho de um técnico q em 2018 ninguém conhecia. Ele tem minha eterna admiração e gratidão. “

Ministro da Infraestrutura

Tarcísio foi nomeado ministro da Infraestrutura por Bolsonaro logo no primeiro ano de mandato e manteve-se no cargo até março deste ano, quando lançou sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes como afilhado político do presidente.

Apesar de apresentar-se com um perfil técnico durante a campanha, ele buscou também atrair o eleitorado mais conservador e alinhado a Bolsonaro. Para isso, levantou bandeiras comuns a do presidente, como a crítica à obrigatoriedade da vacinação contra covid-19 e ao uso de câmeras nos uniformes da Polícia Militar. Ele ainda acompanhou Bolsonaro em motociatas e na Marcha para Jesus em São Paulo.

Pós-eleição

No entanto, depois de eleito, já adiou a promessa de acabar com vacina obrigatória, nomeou apenas um bolsonarista para seu secretariado – o deputado capitão Guilherme Derrite (PL-SP) – e afirmou não ser um “bolsonarista raiz”, defendendo diálogo com o STF e com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

As críticas contra ele na base bolsonarista ficaram ainda mais intensas depois de Tarcísio ser fotografado conversando e rindo com o ministro do STF Alexandre de Moraes durante a posse dos ministros Messod Azulay Neto e Paulo Sérgio Domingues no Superior Tribunal de Justiça (STJ) na última terça-feira (6). Bolsonaro esteve no evento, mas não discursou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Ex-integrantes do governo Bolsonaro trocam setor público por privado
Se Lula fracassar na economia, Bolsonaro ressuscita, diz Tasso
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde