Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Home Brasil Tendência de inflação no Brasil ainda segue crescente, diz presidente do Banco Central

Compartilhe esta notícia:

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, voltou a dizer que a tendência de inflação no Brasil ainda é de trajetória crescente. Segundo ele, o encarecimento da energia elétrica no País é o fator responsável por uma inflação acima da média de outros países.

“Vemos que a tendência de inflação no Brasil ainda é crescente. […] O Brasil teve a maior inflação de energia do mundo. Se isso tivesse sido a média dos outros países, nossa inflação também teria sido no nível dos demais países. Então, mostramos que a inflação brasileira acima da média foi consequência da energia”, comentou durante palestra nesta segunda-feira (21).

Há alguns dias, Campos Neto afirmou que o pico da pressão inflacionária no Brasil deve ser registrado entre abril e maio de 2022. Ainda na avaliação dele, o Banco Central do Brasil está mais adiantando que autoridades monetárias de outros países, que ainda terão que subir juros de forma mais intensa.

Para ele, o cenário atual sinaliza que nos Estados Unidos, por exemplo, o Banco Central americano precisará subir os juros de forma mais rápida e apertada para que a inflação recue no país.

Crescimento econômico

Campos Neto defendeu também o combate à queda das previsões do crescimento estrutural no Brasil. Na visão dele, juros mais altos e crescimento menor nas projeções de longo prazo puxam o fiscal de volta para uma trajetória negativa.

“As projeções de crescimento estrutural têm caído, saímos de 2,5% em 2014/2015 e para agora quase em 1,5%. Então tem um tema fundamental que é o que precisa ser feito para revertermos essa expectativa de crescimento estrutural baixo, uma vez que o crescimento estrutural alto é o que traz investimentos. O dinheiro global hoje procura países com crescimento estrutural alto e fiscal comportado. Esse é o par ordenado que vai trazer crescimento e investimento de volta”, explicou.

Ainda assim, ele espera uma revisão para cima das projeções para o desempenho do PIB (Produto Interno Bruto) em 2022.

“Eu acho que, com os números recentes que a gente tem, o crescimento de 2022, para esses analistas que estão perto de 0% de crescimento, eu acho que vamos começar a ver uma revisão para cima”, disse.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Prefeito de Porto Alegre anuncia vereador Claudio Janta como líder do governo
Anvisa autoriza três novos produtos derivados de Cannabis
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde