Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021

Home Brasil Veja quanto quem tem dinheiro na poupança está perdendo com a alta da inflação

Compartilhe esta notícia:

Que a poupança rende menos que a inflação, todo mundo já sabe. Mas quanto menos?

Com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) nas alturas, a desvantagem da poupança está mais evidente.

A poupança nova — depósitos feitos na poupança a partir de 4 de maio de 2012 — rende 70% da Selic + TR (Taxa Referencial). A TR hoje é zero, o que faz com que a poupança renda, atualmente 5,425% ao ano com a Selic a 7,75%, como está neste momento.

No entanto, há menos de seis meses, a taxa básica de juros era 2%, o que deixava a poupança com a rentabilidade de apenas 1,4% ao ano.

Selic

Neste meio tempo, os juros aumentaram, mas a inflação acelerou ainda mais rápido. Nos últimos 12 meses até outubro, o IPCA acumula alta de 10,67%, deixando a poupança para trás. Só no mês passado, os preços subiram 1,25%, segundo informado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta (10).

Veja um exemplo: R$ 100 na poupança nova em outubro de 2020 renderam e viraram R$ 102,02 hoje. Corrigido pelo IPCA do período, este mesmo valor corresponde a R$ 111,62. Ou seja, há uma perda de R$ 9,60 da poupança em relação à inflação neste período. Agora, imagine se, ao invés de R$ 100, há R$ 10.000 na poupança. Seria uma perda de poder de compra de R$ 960.

Até mesmo a poupança antiga — depósitos até 4 de maio de 2012 —, que rende 6,17%, perde para a inflação nos últimos 12 meses.

Nos próximos meses, porém, a poupança tende a ganhar terreno contra a inflação. O mercado estima que, ao fim deste ano, a Selic esteja a 9,25% e o IPCA, 9,33%. Para 2022, a previsão é de Selic a 11% e IPCA a 4,63%.

Quando a Selic chega ao patamar de 8,5%, a remuneração da poupança passa a ser outra: uma taxa fixa de 0,5% ao mês, que equivale a 6,17% ao ano. Ou seja, ano que vem, a previsão é que a poupança tenha rendimento real (acima da inflação).

“Olhando para trás, não há o que fazer. No futuro, segundo as perspectivas do mercado, a poupança deve superar o IPCA”, afirma Jayme Carvalho, planejador financeiro CFP pela Planejar.

De acordo com o especialista, sair da poupança em busca de maiores rentabilidades pode não ser o melhor passo para todos os investidores.

“Há muita mídia negativa em relação à poupança por ela render menos, mas não quer dizer que ela não é útil. Para o investidor conservador e iniciante ela é útil. De fato, existem produtos melhores, que são mais complexos, mas na poupança, há liquidez imediata. O Tesouro Direto, por exemplo tem riscos que a poupança não tem”, diz Carvalho.

Segundo o planejador, para se proteger da inflação, o importante é diversificar a carteira com produtos atrelados ao IPCA ou IGP-M, estando sempre atento ao perfil de investidor e objetivo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Pela primeira vez em um ano e meio, as maiores operadoras de shoppings do Brasil conseguiram vender mais do que antes da pandemia
Um em cada quatro brasileiros continuarão fazendo compras on-line no pós-pandemia
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada