Quarta-feira, 29 de Junho de 2022

Home coronavírus A partir da próxima quarta-feira, sete locais terão vacina contra covid para crianças em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Após confirmar para a próxima quarta-feira (19) o início da vacinação contra covid para crianças de 5 a 11 anos residentes em Porto Alegre, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) definiu os endereços onde o serviço será oferecido: sete postos de saúde em diferentes áreas da cidade, das 8h às 17h.

– Chácara da Fumaça: Estrada Martim Félix Berta nº 2.432 (bairro Mário Quintana);
– IAPI: rua Três de Abrilnº 90 (bairro Passo D’Areia);
– Moab Caldas: avenida Moab Caldas nº 400 (bairro Santa Tereza);
– Nova Brasília: rua Vieira da Silva nº 1.016 (Sarandi;
– Santa Marta : rua Capitão Montanha nº 27 (Centro Histórico);
– Santo Alfredo: rua Santo Alfredo nº 37 (São José);
– Clínica da Família José Mauro Ceratti Lopes – avenida João Antônio Silveira nº 3.300 (Restinga).

O fármaco utilizado é o da Pfizer, em dosagem adaptada para o público infantil e com esquema vacinal de duas doses mediante  intervalo de oito semanas entre cada injeção.

Não será necessária prescrição médica, mas pai, mãe ou responsável deverá acompanhar o procedimento – se ausentes, será necessário apresentar autorização por escrito. Além disso, o serviço será realizado em sala exclusiva e com espaço para que a criança permaneça no local por 20 minutos, a fim de se observar eventuais efeitos adversos (que são bastante raros e inofensivos).

Cronograma escalonado

O primeiro grupo a ser contemplado é de piás e gurias com baixa imunidade, deficiência permanente ou comorbidades (diabetes, hipertensão e asma, por exemplo). A documentação necessária para a comprovação deve ser divulgada no começo da semana que vem.

No segundo grupo estão crianças indígenas e quilombolas, ao passo que o terceiro abrange aquelas que residem com pessoas de alto risco para evolução grave de covid. Já no quarto se inclui os pequenos sem comorbidades, por ordem decrescente de faixa etária – se o estoque permitir, esses grupos poderão ser contemplados antes do final de janeiro.

Conforme a prefeitura, aproximadamente 120 mil pequenos cidadãos residentes na capital gaúcha se enquadram nessa faixa etária, incluindo os saudáveis.

Segurança sanitária

O diretor do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) de Porto Alegre, Fernando Ritter, salienta que a vacinação  infantil não é obrigatória, mas consiste em um direito das crianças e de suas famílias. Ele também reitera a segurança sanitária do fármaco para esse público:

“A Pfizer vem sendo utilizada com essa finalidade há dois meses, abrangendo mais de 40 países, com mais de 8 milhões de doses aplicadas somente nos Estados Unidos e sem registro de eventos adversos significativos. Além disso, o risco de complicações com a covid é muito maior que qualquer chance de reação indesejável à vacina”.

Ainda de acordo com Ritter, a disponibilização da vacina para a criançada proporciona uma garantia de maior segurança para toda comunidade:

“Mesmo que geralmente não desenvolvam quadros graves de covid, as crianças são vetores da doença ao levarem o vírus para casa ou escola, colocando em risco pessoas mais suscetíveis à infecção, como avós, pais com comorbidades, professores e funcionários de escolas. No Brasil, a doença já matou mais de 1,4 mil crianças, bem mais que todas as doenças preveníveis pelos imunizantes disponíveis no calendário vacinal brasileiro”.

Situação nacional

A segurança da vacina, já comprovada em estudos em diferentes partes do mundo, levou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a aprovar – no dia 16 de dezembro – o uso emergencial da Pfizer para o público infantil do País. Essa extensão do público-alvo contribui para se alcançar a imunidade coletiva.

O primeiro de três lotes do fármaco adaptado para uso pediátrico chegou ao Brasil na madrugada desta quinta-feira (13), contendo 1,2 milhão de um total previsto de 4,3 milhões de doses. De São Paulo, onde foi desembarcado, será distribuído aos Estados.

Para fevereiro, o Ministério da Saúde aguarda mais 7,2 milhões de doses, seguidas por 8,4 milhões em março. A soma chegará, portanto, a quase 20 milhões neste primeiro trimestre, número aproximado do contingente de pequenos cidadãos de 5 a 11 anos.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de coronavírus

Ministros alertam que o Supremo pode obrigar aumento para todos os servidores, caso haja reajuste para policiais
Bolsonaro tira autonomia do ministro da Economia, Paulo Guedes, e dá mais poder à Casa Civil na execução do Orçamento
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde