Terça-feira, 25 de Junho de 2024

Home Saúde Agência europeia autoriza vacinas da Pfizer e Moderna contra variante ômicron do coronavírus

Compartilhe esta notícia:

A Agência Europeia de Medicamentos da Europa (EMA) aprovou nesta quinta-feira (1º) as novas vacinas contra a covid adaptadas para a variante ômicron desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech e pela Moderna. Na quarta (31), a Food and Drug Administration (FDA), órgão regulador dos Estados Unidos, também deu o sinal verde para as novas versões dos imunizantes.

Em comunicado, a EMA informou que as vacinas “destinam-se à subvariante ômicron BA.1, além da cepa original” do coronavírus, identificada na China em 2019 e utilizada na formulação dos imunizantes aplicados hoje. As doses aprovadas nos Estados Unidos, no entanto, têm como alvo as sublinhagens BA.4 e BA.5 da ômicron, predominantes no momento.

“Outras vacinas adaptadas que incorporam diferentes variantes, como as subvariantes BA.4 e BA.5 da ômicron, estão atualmente sob revisão pela EMA ou serão submetidas em breve e, se autorizadas, ampliarão ainda mais o arsenal de vacinas disponíveis. Os dados clínicos gerados com as vacinas bivalentes originais/BA.1 recomendadas hoje apoiarão a avaliação e autorização de outras vacinas adaptadas”, escreveu a agência.

As doses no continente europeu serão destinadas como um reforço a pessoas maiores de 12 anos que tenham recebido ao menos o esquema de vacinação primário (duas aplicações) contra a covid no período de pelo menos 3 meses após a última dose. Embora o aval a versões atualizadas seja importante, a agência reforça que os imunizantes utilizados hoje seguem eficazes.

“As vacinas originais, Comirnaty (Pfizer) e Spikevax (Moderna), ainda são eficazes na prevenção de doenças graves, hospitalização e morte associadas ao covid e continuarão a ser usadas nas campanhas de vacinação na União Europeia, em particular nas vacinações primárias”, diz o comunicado.

No último dia 19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu uma solicitação da Pfizer para a aprovação da vacina que acaba de receber o aval da EMA, destinada à cepa original e à subvariante BA.1 da ômicron. No último dia 15, o Reino Unido se tornou o primeiro lugar do mundo a aprovar um nova versão do imunizante, o modelo desenvolvido pela Moderna, que também foi aprovado pelo órgão europeu e mira a BA.1.

Covid no Brasil

O Brasil registrou nesta quinta 174 mortes pela covid nas últimas 24 horas, totalizando 684.203 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 125, a menor registrada desde 22 de junho. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -23%, indicando tendência de queda pelo 17º dia seguido.

No total, o País registrou 19.492 novos diagnósticos de covid em 24 horas, completando 34.492.171 casos conhecidos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 20.565. A variação foi de +25% em relação a duas semanas atrás.

Em seu pior momento, a média móvel superou a marca de 188 mil casos conhecidos diários, no dia 31 de janeiro deste ano.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Luz azul emitida por smartphones e computadores acelera envelhecimento
Esclerose múltipla: tratamento à base de cannabis melhora qualidade de vida
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News