Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2022

Home em foco Alemanha, Itália e Reino Unido detectam casos de variante Ômicron e elevam temor mundial

Compartilhe esta notícia:

Alemanha, Itália e Reino Unido detectaram neste sábado (27) casos da nova variante Ômicron da covid, um dia depois de o primeiro caso na Europa ter sido registrado na Bélgica. A variante foi descoberta pela primeira vez na África do Sul e também já foi detectada em Botsuana, Hong Kong e Israel, que neste sábado se tornou o primeiro país a proibir a entrada de todos os estrangeiros para tentar conter a disseminação da nova variante.

Além disso, a Holanda afirmou ter detectado 61 casos de covid em cerca de 600 passageiros que desembarcaram em Amsterdã em dois voos vindos da África do Sul na sexta-feira. Há suspeitas de que algumas dessas infecções sejam pela nova variante. Já a Dinamarca afirmou ter dois casos suspeitos em pessoas que chegaram da África do Sul, enquanto a República Checa investiga um passageiro que desembarcou da Namíbia.

As confirmações e suspeitas foram registrados um dia depois de o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) afirmar que o risco de a nova variante se espalhar pela Europa era “muito alto”. A variante surgiu enquanto muitos países do continente já enfrentam dificuldades para conter o aumento de infecções por covid-19, com alguns tendo reintroduzido restrições em atividades sociais para barrar a disseminação da doença.

A descoberta da Ômicron desatou um alerta mundial, com uma série de bloqueios ou restrições de viagem relacionadas ao Sul da África e a preocupação de que a nova cepa possa impedir a recuperação econômica global depois de quase dois anos de pandemia.

Os dois casos encontrados no Reino Unido estão vinculados e têm relação com uma viagem ao Sul africano, anunciou o secretário de Saúde britânico, Sajid Javid. Pouco depois, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou novas medidas para tentar conter a disseminação da nova variante, incluindo um teste em todas as pessoas que chegarem ao país e a intensificação das doses de reforço da vacina.

“Vamos pedir a qualquer pessoa que entre no Reino Unido que faça um teste PCR no fim do segundo dia após a chegada e que se mantenha isolada até obter um resultado negativo”, afirmou Boris durante uma entrevista coletiva.

Já na Alemanha, os dois casos foram registrados na Bavária, no Sul do país, anunciou o Ministério de Saúde regional. As duas pessoas infectadas entraram no país pelo aeroporto de Munique em 24 de novembro e agora estão em isolamento. Na Itália, o Instituto de Saúde Nacional disse que a pessoa infectada foi detectada em Milão depois de voltar de uma viagem a Moçambique.

Países com casos confirmados:

– África do Sul: 77 casos na província de Gauteng;

– Alemanha: dois casos registrados em Munique, na Bavária;

– Bélgica: pessoa não vacinada que voltou do Egito em 11 de novembro e teve os primeiros sintomas em 22 de novembro;

– Botsuana: quatro pessoas totalmente vacinadas;

– Hong Kong: um caso de uma pessoa que viajou à África do Sul;

– Itália: uma pessoa que voltou de uma viagem a Moçambique;

– Israel: pessoa que voltou do Malauí;

– Reino Unido: dois casos identificados, um em Chelmsford e outro em Nottingham.

A Ômicron, descrita como uma “variante de preocupação” pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é potencialmente mais contagiosa do que as quatro cepas anteriores relacionadas a efeitos mais deletérios ao organismo, embora os especialistas ainda não saibam dizer se ela vai provocar uma covid-19 mais ou menos severa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados aprova pagamento do “14ª salário” do INSS
Comprou na Black Friday e se arrependeu? E agora? Entenda o que é o Direito de Arrependimento
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News