Quinta-feira, 20 de Junho de 2024

Home futebol Alex Telles vai dos campos sofridos da Série D à Copa do Mundo do Catar

Compartilhe esta notícia:

Há menos de uma década, Alex Telles estava penando em gramados ruins da Série D brasileira. O lateral, natural de Caxias do Sul, na serra gaúcha, defendia o Juventude e era visto como um jogador voluntarioso, dedicado e com alguma qualidade – mas, ainda assim, na quarta divisão do País.

Levado para ser reserva do Grêmio em 2013, no mesmo ano assumiu a titularidade. Meses depois, acabou escolhido como o melhor lateral esquerdo da Série A e foi negociado ao Galatasaray, da Turquia. Na próxima sexta-feira (02), será titular da seleção brasileira em uma Copa do Mundo.

Primeiro escalão

Do garoto que deu seus primeiros chutes como profissional em estádios acanhados, ficou a dedicação e a obediência tática. O futebol e o porte físico cresceram, assim como o interesse de clubes do primeiro escalão europeu. Além do clube turco, Alex Telles jogou na Inter de Milão, no Porto e no Manchester United. Este ano, decidiu migrar para o Sevilla porque queria jogar mais e ser lembrado por Tite para a Copa do Mundo.

“Quando se trata de um momento especial como a Copa, nós, atletas, vamos nos preparando da melhor maneira. Surgiu a oportunidade de ir para a Espanha, vi que era importante para ter sequência e mostrar meu futebol. Deu certo, estou aqui”, comentou Alex Telles nessa quarta-feira.

O jogador já fez nove partidas pela seleção de Tite, incluindo os minutos finais do jogo de segunda-feira, diante da Suíça. E o retrospecto é promissor: com ele no time, o Brasil tem oito vitórias e um empate.

Aviso do titular

Curiosamente, Alex Telles ficou sabendo que faria sua estreia na Copa do Mundo ao ser avisado pelo titular da posição, Alex Sandro, no momento em que todos comemoravam o golaço de Casemiro, que garantiu a vitória apertada para o Brasil.

“Eu sempre declarei que a disputa é muito sadia dentro do grupo, e até vou abrir um momento que aconteceu no jogo agora. Quando fizemos o gol, fomos comemorar todos juntos e o Alex falou: ‘Prepara, que acho que vou sair’. Temos uma relação muito boa”, ressaltou. “Esse companheirismo, sinceridade entre os atletas, a disputa sadia, faz com que o grupo cresça. É uma disputa leal, e quem ganha com isso é a nossa seleção.”

Atencioso

Nos treinos, Alex Telles é extremamente participativo e concentrado. Sorri bastante nos momentos de descontração, mas não é da turma dos mais bagunceiros. Ao contrário, é do tipo que gosta de ouvir e dar atenção. Na zona mista após o jogo de segunda-feira (28), ele parou para atender praticamente a todos os grupos de repórteres que o abordavam.

Na quarta, ouviu cada pergunta da coletiva que concedeu no CT da seleção com atenção e respondeu de forma pausada. Demonstrou apenas um leve desconforto quando foi indagado sobre Daniel Alves, cuja convocação para a Copa do Mundo gerou polêmica.

“É um prazer conversar com ele (Dani Alves) todos os dias, treinar com ele. Acho muito chato o que todos fazem com ele, falam o que falam do momento dele. No dia a dia, está totalmente focado. É o cara com mais títulos, que dispensa comentários. Tem uma mentalidade muito forte”, sustentou Telles, em defesa do colega de equipe.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de futebol

Alemanha vence a Costa Rica por 4 a 2 mas as duas seleções acabam eliminadas da Copa do Mundo
Seleção brasileira já tem cronograma para retorno de Neymar e laterais
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News