Terça-feira, 16 de Agosto de 2022

Home em foco Amigos criam “vaquinha” para ajudar atleta italiano de vôlei que foi alvo de golpe da falsa namorada

Compartilhe esta notícia:

Um grupo de amigos do jogador italiano de vôlei Roberto Cazzaniga abriu uma “vaquinha” para compensar o atleta pelos prejuízos que sofreu durante 15 anos ao ser explorado por estelionatários que se passavam por uma namorada virtual que se apresentava com a modelo brasileira Alessandra Ambrosio. O golpe o levou a contrair uma dívida que não tem como pagar sozinho.

A iniciativa é capitaneada por Danilo Rinaldi, ex-colega de time de Cazzaniga: “Eu comecei essa vaquinha com uma meta específica: ajudar Roberto Cazzaniga a começar uma nova vida, longe daqueles que o exploraram sem só. Da nossa forma, podemos ajudar Roberto a retomar sua vida e começar a escrever seu futuro”.

Conforme o programa de TV “Le Iene”, o jogador fez depósitos que, somados, chegam a 700 mil euros (cerca de R$ 4,4 milhões na cotação atual). Ele chegou a pegar dinheiro emprestado para fazer essas transferências e ainda deve cerca de 60 mil euros (cerca de R$ 379 mil).

A finalidade da vaquinha é tentar ajudar o atleta a quitar essa pendência financeira. Amigos, companheiros e ex-companheiros de Cazzaniga afirmaram que tentaram conversar com ele para alertá-lo de que estava sendo vítima de um golpe, mas que o atleta se retraía nesses momentos.

Como aconteceu

A história foi publicada na mídia italiana na quarta-feira (24) depois de uma reportagem de uma TV.

Cazzaniga joga por uma equipe da segunda divisão da liga de vôlei da Itália. Segundo ele, em 2008, uma amiga dele chamada Manuela passou o contato telefônico de uma mulher chamada Maya que disse que gostaria de conhecê-lo.

Depois dos primeiros contatos, a mulher afirma que Maya é um pseudônimo, e que ela seria a modelo brasileira Alessandra Ambrosio, uma das mais famosas do mundo.

Na verdade, era uma mulher que se fazia passar pela modelo. Esse tipo de golpe, no qual um interlocutor finge ser uma outra pessoa, é conhecido como “catfishing”.

Ao menos três pessoas estavam envolvidas no esquema para extorquir dinheiro do atleta: Manuela, que passou o contato de “Maya”, o namorado de Manuela, e uma mulher de 50 anos, que vive na Sardenha, chamada Valeria, e que fingia ser Alessandra Ambrosio nos telefonemas.

Atualmente, a brasileira tem um relacionamento com o também modelo Richard Lee, com quem postou fotos numa rede social em viagem ao Havaí na quarta-feira.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Médica que fez primeiro alerta sobre ômicron cita sintomas leves; ainda há pouca informação sobre variante
Pesquisadores projetam aumento dos gastos públicos no Brasil para câncer de intestino
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News