Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

Home Mundo Após chamar ação de Putin na Ucrânia de genial, Donald Trump muda o tom e chama ataque russo de terrível

Compartilhe esta notícia:

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump condenou a invasão da Ucrânia pela Rússia e disse que estava orando pelos ucranianos, mudando o tom de seu elogio ao presidente russo, Vladimir Putin, poucos dias após a invasão.

Os comentários de Trump foram feitos em um evento conservador do CPAC na Flórida horas depois que os Estados Unidos e aliados anunciaram novas sanções, como a retirada de vários bancos russos do Swift – sistema internacional que permite a transferência rápida de dinheiro entre os países.

Trump irritou alguns membros do Partido Republicano ao descrever o movimento de Putin na Ucrânia, como “genial” em uma declaração dada a uma emissora de rádio conservadora.

Agora, o ex-presidente expressou empatia pelos ucranianos e elogiou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, chamando-o de “corajoso” enquanto permanece em Kiev, a capital.

Trump disse ainda que Putin aproveitou o fato de Biden ser “fraco” para atacar a Ucrânia, reafirmando o que já havia dito, de que a crise no leste europeu não teria acontecido se ele estivesse na Presidência dos Estados Unidos.

Trump vinculou a invasão à eleição presidencial dos EUA em 2020, uma fixação sua, novamente dizendo falsamente que a fraude foi a culpada pela vitória de Biden.

“Como todos entendem, esse desastre horrível nunca teria acontecido se nossa eleição não fosse fraudada e se eu fosse o presidente”, disse ele, ao que uma mulher na plateia lotada respondeu: “você é o presidente!”

Trump também citou a invasão da Geórgia pela Rússia sob George W. Bush e a Crimeia sob Barack Obama antes de declarar: “Sou o único presidente do século 21 sob cuja vigilância à Rússia não invadiu outro país”.

Trump abordou seus elogios anteriores a Putin, dizendo que estava certo de que Putin era inteligente porque estava superando os líderes mundiais. “O verdadeiro problema é que nossos líderes são burros, burros. Tão burros”, disse ele.

“Acredito tanto em Trump dizendo que Putin é um gênio do que quando ele se considerava um gênio estável”, disse Biden.

México

Mais cedo neste sábado, J.D. Vance, candidato republicano a uma cadeira no Senado dos EUA em Ohio, disse que a classe política americana estava fixada no conflito na Ucrânia em detrimento de problemas mais próximos de casa, como travessias recordes na fronteira mexicana.

“Estou cansado de ouvir que temos que nos preocupar mais com as pessoas a 6 mil milhas de distância do que com pessoas como minha mãe, meus avós e todas as crianças afetadas por esta crise”, disse Vance.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Mais de 5 mil manifestantes antiguerra já foram detidos na Rússia
Fifa desiste de expulsar imediatamente a Rússia das Eliminatórias da Copa do Mundo, mas adota restrições
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News