Quinta-feira, 26 de Maio de 2022

Home Economia Após quatro anos e meio, a taxa básica de juros deve voltar ao patamar de dois dígitos no Brasil

Compartilhe esta notícia:

A Selic (taxa básica de juros da economia brasileira), fixada pelo Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, deve voltar, nesta semana, ao patamar de dois dígitos, ou seja, acima de 10% ao ano.

A reunião do Copom que definirá o patamar dos juros começa nesta terça-feira (1º). O resultado será anunciado logo após o encontro, que termina nesta quarta-feira (02). A expectativa dos economistas do mercado financeiro é de que a taxa avance dos atuais 9,25% para 10,75% ao ano.

Se for confirmado esse movimento, será a primeira vez em quatro anos e meio – desde julho de 2017 – que a taxa ficará em dois dígitos. Naquela ocasião, a Selic estava em 10,25% ao ano.

O atual ciclo de alta dos juros começou em março de 2021, quando a Selic subiu da mínima histórica de 2% para 2,75% ao ano. Desde então, foram sete altas seguidas, com a taxa atingindo o maior patamar em mais de quatro anos.

Devido ao aumento da Selic, os juros bancários tiveram em 2021 a maior alta em seis anos e atingiram 33,9% ao ano. Em cerca de 350% ao ano, o juro rotativo do cartão de crédito é o maior desde agosto de 2017.

O mercado financeiro espera novo aumento na taxa Selic em 2022. A expectativa é de que a taxa suba para 11,75% ao ano, em março, e que volte a cair somente no começo de 2023, quando recuaria para 11,25% ao ano.

O Banco Central tem elevado os juros para combater a inflação, que atingiu 10,06% em 2021, a maior taxa em seis anos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Bolsonaro diz que proposta de emenda à Constituição dos combustíveis será entregue nesta semana ao Congresso
Caixa paga o Auxílio Brasil a beneficiários com Número de Inscrição Social com final 0
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Bom Dia