Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

Home em foco As mulheres no poder na Europa

Compartilhe esta notícia:

Com a adição de Liz Truss, que assumiu o cargo de primeira-ministra do Reino Unido nessa terça-feira (6), 16 países ou territórios europeus têm uma mulher como chefe de Governo ou chefe de Estado, excluindo monarcas.

Veja a seguir a lista de territórios com uma mulher no comando:

Escócia

Nicola Sturgeon é, desde novembro de 2019, a primeira mulher a ocupar o cargo de chefe do Governo autônomo da Escócia.

França

Elisabeth Borne, primeira-ministra desde 16 de maio, é a segunda mulher a ocupar esse cargo na França, 30 anos depois de Edith Cresson.

 Grécia

A ex-juíza Ekaterini Sakellaropoulou, eleita presidente da Grécia em janeiro de 2020, é a primeira mulher a ocupar esse cargo essencialmente protocolar.

Em 2018, ela se tornou a primeira mulher a liderar a mais alta instância judicial do país.

Suécia

A social-democrata Magdalena Andersson tornou-se a primeira mulher a chegar à chefia do Governo sueco em novembro de 2021, em condições extremas.

Sete horas depois de ser eleita, ela teve que renunciar por não conseguir a aprovação de seus orçamentos e em razão da saída dos ambientalistas do governo.

Quatro dias depois, ela foi novamente eleita primeira-ministra no Parlamento.

Dinamarca

Após sua vitória nas eleições legislativas, a líder social-democrata Mette Frederiksen formou um governo em junho de 2019 e, aos 41 anos, tornou-se a primeira-ministra mais jovem da história do país.

Finlândia

A social-democrata Sanna Marin tornou-se em 10 de dezembro de 2019, aos 34 anos, a chefe de Governo mais jovem do planeta naquela época.

Islândia

Katrin Jakobsdottir tornou-se a segunda mulher a ocupar o cargo de primeira-ministra em novembro de 2017.

Estônia

Kaja Kallas foi, em janeiro de 2021, a primeira mulher chefe de Governo na Estônia. Seu pai, Siim Kallas, a precedeu como primeiro-ministro entre 2002 e 2004.

Lituânia

A independente Ingrida Simonyte é primeira-ministra desde dezembro de 2020, nomeada pelo Partido Conservador após as eleições legislativas.

Eslováquia

A advogada liberal e ativista anticorrupção Zuzana Caputova, empossada em 15 de junho de 2019, é a primeira mulher a se tornar presidente da Eslováquia.

Hungria

Katalin Novak foi nomeada presidente da Hungria em março e é a primeira mulher a ocupar esse cargo essencialmente honorário.

Geórgia

A ex-diplomata francesa Salome Zurabishvili, eleita em novembro de 2018, é a primeira mulher presidente da Geórgia.

Sérvia

Ana Brnabic, uma mulher abertamente gay, foi nomeada primeira-ministra em junho de 2017, em um país com forte herança tradicionalista. Desde então, foi reeleita duas vezes.

Kosovo

A jurista reformista Vjosa Osmani foi eleita presidente em abril de 2021.

Moldávia

Maia Sandu foi eleita em novembro de 2020 como presidente da Moldávia, cuja primeira-ministra também é uma mulher, Natalia Gavrilita.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

China poderia sufocar Taiwan com um bloqueio naval. Geografia taiwanesa torna ilha vulnerável
Poupança tem saída recorde de 22 bilhões de reais em agosto
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias