Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Home Colunistas Beach tennis: saiba das possíveis lesões e como evitá-las

Compartilhe esta notícia:

A melhor maneira de lidar com lesões nos esportes é a prevenção. E para prevenir é preciso primeiro entender e reconhecer quais são as lesões mais frequentes no esporte que você pratica.

O beach tennis é um esporte que virou febre aqui no Brasil. Além do estilo de jogo e técnica, a exigência física do beach tennis é grande na busca em manter o corpo em equilíbrio na areia e requer um gasto energético maior e o trabalho exigido pelas articulações e músculos para produzir movimento também é bem superior devido à resistência da areia.

Além disso, o impacto a cada salto, corridas e arranques para alcançar a bola, podem afetar as articulações e os músculos desencadeando patologias como epicondilites, bursites, tendinites, síndrome do impacto e até mesmo entorses de tornozelo e joelho.

Dor lombar por sobrecarga é frequente no beach tennis por exigir mais a posição agachada para estabilizar o corpo na areia. O ideal é o participante se manter em posição de semi-agachamento a maior parte do tempo enquanto pratica o beach tennis.

Tendinite do ombro também é comum pelo beach tennis exigir a posição do braço mais elevado durante o jogo em relação ao tênis tradicional.

Lesões musculares agudas, mais comumente na coxa, panturrilha e região lombar. São lesões que iniciam com dor aguda muscular em “fisgada”. Podem ser classificadas em graus 1 a 3 a depender da quantidade de fibras musculares que se rompem.

Entorses e fraturas são mais comuns no dedão do pé, pela irregularidade do terreno arenoso. Entorse do tornozelo e joelho por serem articulações bastante exigidas na areia. As irregularidades do terreno arenoso exigem muita estabilidade dessas articulações.

Ainda que ninguém esteja 100% imune a lesões, há sempre alguns cuidados que podem ser observados para reduzir a sua incidência ou agravamento.
O aquecimento é recomendado antes da prática de qualquer esporte. Uma maneira prática e simples de entender o que fazer durante o aquecimento é repetir os gestos que o praticante fará durante o exercício, porém de forma lenta e controlada. Um bom aquecimento deve durar pelo menos de cinco a 10 minutos. Já o alongamento, entretanto, pode ser feito ao final da pratica esportiva.

O uso de raquetes de má qualidade, excessivamente pesadas, também está relacionado a um aumento do número de lesões. Realizar os movimentos de maneira correta está relacionado não só à performance, mas também ajuda na prevenção de lesões nos cotovelos e punhos. A prática do beach tennis exige o conhecimento de técnicas de batida, evitando movimentos inadequados, que podem sobrecarregar as articulações. A presença de um professor é indispensável para quem está começando no esporte, já que ele poderá orientar sobre as técnicas adequadas e corrigir eventuais vícios de movimento que ofereçam riscos.

É importante que o atleta de beach tennis tenha uma boa mobilidade da escápula, uma estrutura fundamental para o funcionamento do ombro. A crença popular sempre enfatiza o fortalecimento, mas é importante salientar que a mobilidade articular também é importante para a execução correta dos movimentos e prevenção de lesões.

Todas essas lesões podem ser prevenidas com preparo físico orientado, além de especialidades que auxiliem na manutenção da melhora dos sintomas (ex: Osteopatia) e uso de produtos ortopédicos que auxiliam no tratamento das lesões e alívio das dores.

Filipe Guerrero Gracia – Osteopata DO MRo Br.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Jair Bolsonaro a apoiadores: “Venceremos porque o bem sempre vence o mal”
Fatos históricos do dia 2 de maio
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias