Domingo, 21 de Julho de 2024

Home Colunistas Jair Bolsonaro a apoiadores: “Venceremos porque o bem sempre vence o mal”

Compartilhe esta notícia:

Falando ontem de forma remota para os apoiadores presentes na avenida Paulista, o presidente Jair Bolsonaro (PL) não citou as eleições ou o ex-presidiário Lula. Disse que, junto com os eleitores, o “mal” será “vencido”. Venceremos, porque o bem sempre vence o mal. Temos um governo que acredita em Deus, respeita os empresários, defende a família e deve lealdade ao seu povo”, disse. “Irei onde vocês estiverem, estarei sempre ao lado da população brasileira”.

Foi no ato em defesa ao governo federal, ao indulto concedido pelo presidente da República ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) e ao direito à liberdade de expressão. O ato foi replicado em mais de uma centena de cidades brasileiras.

Em Porto Alegre, o maior comício do ano

Foi a maior manifestação política do ano, a concentração e o bandeiraço promovidos ontem na avenida Goethe em Porto Alegre, em defesa da liberdade de expressão. Lideranças de diversos partidos, comprometidos com a liberdade e com os valores da família, tiveram voz no comício. Em todo o País, as manifestações foram marcadas pela forte participação popular marcando posição pela liberdade, contra o autoritarismo que tenta calar apenas um lado no debate politico.

Fracasso do ato das centrais sindicais

Depois de prometerem uma manifestação histórica, os desmoralizados CUT, PT, Psol, PCdoB, UGT e o ex-presidiário Lula fracassaram na tentativa de reunir público no ato pelo de 1° de Maio em São Paulo. A fala do ex-presidiário Lula pela manhã foi suspensa, e ele retornou apenas à tarde, para falar ao lado de Daniela Mercury, quando o público havia aumentado.

Líderes do MDB com Bolsonaro

A presença do deputado federal Osmar Terra e do membro da executiva estadual do MDB Luis Roberto Ponte no ato de ontem no Parcão, em Porto Alegre, sinaliza que é cada vez maior o apoio a Jair Bolsonaro entre as lideranças do MDB gaúcho. Osmar Terra destacou a coragem de Bolsonaro em promover “a maior mudança ocorrida neste país nos ultimos 50 anos”. E Luis Roberto Ponte criticou a postura de integrantes do STF, responsabilizando-os pela insegurança jurídica reinante no Brasil, pela usurpação das prerrogativas dos demais Poderes e por constantes ataques às liberdades públicas e individuais.

Disputa nos bastidores do STF

Os ministros do STF Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes entraram em rota de colisão. Em conversa com senadores, Alexandre de Moraes atribuiu a Barroso o acirramento da crise institucional ao afirmar, em recente palestra no exterior, que os militares estariam ameaçando o processo eleitoral. O curioso é a conversa inadequada e nada republicana de Alexandre de Moraes, futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral, tratando com senadores sobre temas desta ordem.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Cesta básica
Beach tennis: saiba das possíveis lesões e como evitá-las
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News