Segunda-feira, 15 de Julho de 2024

Home em foco Bolsonaro definiu Frederick Wassef como seu advogado no inquérito que investiga as joias apreendidas pela Receita Federal

Compartilhe esta notícia:

Jair Bolsonaro definiu Frederick Wassef como seu advogado no inquérito que investiga as joias apreendidas pela Receita Federal destinadas a ele e sua esposa, Michelle Bolsonaro.

As peças de diamantes, avaliadas em R$ 16,5 milhões, foram enviadas pelo regime da Arábia Saudita por meio da comitiva do ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque.

Wassef já defende o ex-presidente em diversas ações. Na noite de terça-feira, o advogado divulgou uma nota na qual confirmou que Jair Bolsonaro recebeu um segundo pacote enviado pelo regime saudita com relógio e abotoaduras. Wassef alega que Jair Bolsonaro agiu “dentro da lei” e “declarou oficialmente os bens de caráter personalíssimo recebidos em viagens”.

Como informou a jornalista Malu Gaspar, o PL buscava um advogado para defesa de Bolsonaro no caso das joias, já que há a expectativa de que o ex-presidente seja convocado para depor no inquérito.

Estratégia para Michelle

Desde que a tentativa de receber ilegalmente joias de diamantes pelo governo Jair Bolsonaro veio à tona, integrantes do PL traçaram uma estratégia para que Michelle submerja até a poeira baixar.

Se o previsto era que a ex-primeira-dama tivesse uma agenda intensa em março, com eventos públicos e viagens para capitalizar o Dia Internacional da Mulher, os planos passaram a ser revistos após o episódio.

O discurso oficial para justificar a nova rota é que a data já tem muitas pautas da esquerda e que Michelle não deveria, por hora, se expor. Nos bastidores se falava abertamente que ela precisaria “ficar preservada” nesse momento.

Membros do PL criticaram ainda a reação da ex-primeira-dama depois de o caso ser revelado. “Quer dizer que eu tenho tudo isso e não estava sabendo? Meu Deus! Vocês vão longe mesmo hein?! Estou rindo da falta de cabimento dessa impressa (sic) vexatória”, escreveu, em tom de ironia.

Para lideranças da sigla, a fala mostra que Michelle não entendeu a gravidade do caso e a repercussão negativa para sua imagem e, por consequência, para o PL, que aposta alto na esposa de Jair Bolsonaro.

A PF vai apurar a tentativa de receber ilegalmente as joias avaliadas em R$ 16,5 milhões enviadas como presente ao casal Bolsonaro pelo regime da Arábia Saudita.

A reportagem do “Estadão” informou que o governo tentou reaver as joias em oito ocasiões, sem sucesso. Uma outra caixa com relógio, abotoaduras e itens valiosos chegou a ingressar no Brasil com a equipe do então ministro de Minas e Energia, em outubro de 2021.

A Receita Federal informou, por meio de nota, que “o fato pode configurar em tese violação da legislação aduaneira também pelo outro viajante, por falta de declaração e recolhimento dos tributos.” O órgão declarou que tomará as providências cabíveis para esclarecimento e cumprimento da legislação aduaneira, sem prejuízo de análise e esclarecimento a respeito da destinação do bem. (Com informações da jornalista Bela Megale)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Parceria promove qualificação na área de beleza para mulheres acolhidas em Porto Alegre
Reforma tributária: governo quer devolução, às pessoas de baixa renda, de parte dos tributos pagos em compras no comércio
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News