Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Home em foco Bolsonaro diz que não quis “peitar o Supremo” ao conceder perdão ao deputado federal Daniel Silveira

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não quis “peitar” o STF (Supremo Tribunal Federal) ao conceder o perdão da pena aplicada pela Corte ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).

Na sexta-feira (29), o presidente disse que decidiu conceder a graça ao deputado porque houve “excesso” na decisão do Supremo, que condenou Silveira a oito anos e nove meses de prisão em regime fechado, além da perda do mandato e dos direitos políticos e pagamento de multa, por atos antidemocráticos.

“Não se discute que houve excesso por parte do STF. Um deputado federal, por mais que ele tenha falado coisas absurdas – e ninguém discute isso, que foram coisas absurdas –, a pena não pode ser de oito anos e nove meses de cadeia em regime fechado, perda de mandato, inelegibilidade e multa. Houve um excesso”, disse Bolsonaro em entrevista.

“Caberia a mim, e só a mim e mais ninguém aqui no Brasil, desfazer essa injustiça. Não quero peitar o Supremo, dizer que sou mais importante, tenho mais coragem que eles. Longe disso”, declarou o chefe do Executivo federal.

Bolsonaro concedeu o perdão da pena a Silveira um dia após a decisão que condenou o deputado. Partidos de oposição recorreram ao Supremo pedindo a anulação do decreto do presidente. Mesmo que a graça seja mantida, o deputado ainda pode ficar inelegível e perder o mandato.

Após o perdão concedido por Bolsonaro, o ministro do STF Alexandre de Moraes afirmou que o Poder Judiciário tem de analisar se o indulto individual obedece à Constituição. Moraes disse também que o indulto não livra Silveira da inelegibilidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Advocacia-Geral da União diz que perdão da pena concedido a deputado “não pode ser objeto de releitura por outro Poder”
Após 45 anos, Polícia Federal se despede do edifício “Máscara Negra” e muda de sede em Brasília
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News