Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Colunistas Bolsonaro reage a ameaça de ministros do TSE de prisão por crime de opinião: “Quem eles pensam que são?”

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro lembrou novamente ontem, que este ano, não estará em jogo apenas a eleição para presidente, membros do Congresso Nacional, governos estaduais e assembleias legislativas. Bolsonaro lembra que um outro valor estará em jogo: o próximo presidente poderá indicar mais dois ministro do Supremo Tribunal Federal. Ele voltou a criticar a postura dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes que, na sua opinião, descumprem a Constituição e agem ao arrepio da lei:

“Quem é que esses dois pensam que são? Quem eles pensam que são? Que vão tomar medidas drásticas dessa forma, ameaçando, cassando liberdades democráticas nossas, a liberdade de expressão? Por que eles não querem assim? Porque eles têm um candidato. Os dois, nós sabemos, são defensores do Lula. Querem o Lula presidente. Então sabemos o que acontece no Brasil. Na mão grande não vão levar.”

Após cassar deputado por opinião, agora novas ameaças de Barroso

Pode cassar um deputado porque ele expressa uma opinião da qual os ministros do TSE discordam? Segundo o presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso, sim. Ele já havia cassado com aval da Corte, o mandato do deputado federal Fernando Francischini, o candidato mais votado para deputado estadual, com quase 428 mil votos, pelo crime de opinião, e ameaça agora prender candidatos que fizerem o mesmo durante o processo eleitoral. Barroso defende a regulação das redes sociais e mencionou em artigo, “milícias digitais” e “Terroristas verbais”.

Bolsonaro respondeu que o ministro Barroso entende de “terrorismo” por ter atuado na defesa de Cesare Battisti, condenado por quatro assassinatos:

“De terrorismo ele [Barroso] entende. Ele defendeu o terrorista Cesare Battisti, italiano que matou quatro pessoas de bem.”

Lembre: as urnas agora são da Positivo

O Tribunal Superior Eleitoral declarou a empresa Positivo Tecnologia vencedora da licitação para a produção e fornecimento de até 176 mil urnas eletrônicas Modelo UE2022 que serão utilizadas a partir das eleições deste ano, e de 2024. A Positivo Tecnologia, segundo o Tribunal fechou contrato no montante de R$ 1.179.662.728,72. Antes, a fornecedora do TSE era a empresa norte-americana Diebold, fabricante de urnas eletrônicas e de caixas automáticos para bancos. A Diebold, enrolada em denúncias nos Estados Unidos, foi multada em quase 50 milhões de dólares pelo governo dos EUA por subornar funcionários estrangeiros e falsificar documentos na China, na Rússia e na Indonésia.

Novo reitor da UFSM dá sinal positivo à comunidade

Reitor recém empossado na Universidade Federal de Santa Maria, o professor Luciano Schuch anuncia uma medida que reata os laços da instituição com a comunidade: o retorno do concurso Vestibular, extinto de forma autoritária em 2014.

TJ-RS confirma prova do concurso para magistratura

O Tribunal de Justiça do RS confirma para o próximo domingo (16), a prova objetiva para Concurso de Juiz de Direito Substituto, previsto no Edital n° 61/2019 DDP-SELEÇÃO-SCICM. A prova terá início às 9 horas e terá 5 horas de duração. Foram convocados 9.704 candidatos, que devem comparecer com 1 hora de antecedência. Segundo o TJ, as medidas sanitárias para prevenção à covid-19 serão reforçadas e deverão ser seguidas por todos os candidatos. Entre outras exigências, deverá ser usada máscara de proteção facial, higienização das mãos com álcool gel, verificação de temperatura corporal e a manutenção de distanciamento mínimo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Só inimigos são aceitos na caça a Moro no TCU
Nossos inarredáveis casulos
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa