Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Brasil Bovespa fecha em alta de 2,43%; dólar cai a R$ 5,01

Compartilhe esta notícia:

O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em alta nesta quarta-feira (9), diante de forte alta das ações globais e em meio à queda vertiginosa dos preços do petróleo, o que aliviou temores com inflação e atividade econômica.

O Ibovespa subiu 2,43%, a 113.900 pontos . Veja mais cotações. Foi o maior ganho percentual diário desde 2 de dezembro.

Na terça-feira (8), o índice fechou em queda numa sessão volátil, após o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ter banido as importações de petróleo da Rússia. O Ibovespa recuou 0,35%, a 111.203 pontos.

Com o resultado desta quarta-feira, o Ibovespa acumula alta de 8,66% no ano e de 0,67% no mês. Na semana, no entanto, tem queda de 0,50%.

Cenário externo

Na cena externa, o petróleo registrou a maior queda diária desde abril de 2020, após os Emirados Árabes Unidos dizerem que apoiarão uma elevação da oferta da commodity no mercado.

A notícia de que a Ucrânia estaria disposta a discutir uma importante demanda da Rússia, além de um movimento de correção, após severas perdas recentes, também impactaram positivamente os mercados globais de ações.

Os principais índices dos EUA subiram entre 2% e 3,6%, enquanto na Europa o índice pan-europeu STOXX 600 avançou 4,7%, a melhor sessão em dois anos, e o alemão DAX disparou 7,9%.

Cenário interno

No cenário doméstico, o IBGE divulgou que a produção industrial recuou 2,4% em janeiro, seguindo abaixo do nível pré-pandemia. Na comparação com janeiro do ano passado, a queda foi ainda maior, de 7,2%

O mercado ainda aguarda possíveis medidas do governo para conter a alta dos preços dos combustíveis, pressionados pelo conflito na Ucrânia.

Um potencial subsídio aos preços não é o melhor cenário, mas pode ser bem-visto pelo mercado caso seja de caráter temporário, disse Alvaro Bandeira, economista-chefe do Modalmais, observando que até a possibilidade de congelamento de preços da Petrobras foi noticiada nos últimos dias.

Um segundo dia de reunião no Palácio do Planalto para discutir subsídios terminou sem decisão nesta quarta-feira, disseram quatro fontes do governo, acrescentando que os esforços no momento estão centrados na votação de projeto de lei no Senado que altera a incidência do ICMS sobre combustíveis.

Os juros em patamares elevados no Brasil e a perspectiva de novas elevações na Selic têm contribuído também para o fluxo de dólares para o País e para a valorização do real nas últimas semanas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Governo federal aposta em corte de imposto e reajuste escalonado da Petrobras para conter pressão nos preços dos combustíveis
Supremo mantém prazo de inelegibilidade da Lei da Ficha Limpa
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde