Domingo, 22 de Maio de 2022

Home boas noticias BRDE destina R$ 4,6 milhões para projetos sociais, culturais e esportivos na região Sul, via incentivo fiscal em 2021

Compartilhe esta notícia:

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) destinou R$ 4,6 milhões, em 2021, para projetos que beneficiam públicos de todas as idades com ações educativas, culturais, esportivas e de assistência social. O aporte foi realizado por meio das leis de incentivo fiscal e igualmente distribuído entre Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Nos últimos seis anos, o montante aplicado pelo banco na região Sul pelos mecanismos de renúncia fiscal ultrapassou a marca de R$ 22 milhões.

A cada ano, o banco recebe inscrições, exclusivamente em meio eletrônico, para projetos que já tenham obtido aprovação oficial para captar recursos por meio dos seguintes mecanismos: Lei Federal de Incentivo à Cultura/Lei do Audiovisual; Lei Federal de Incentivo ao Esporte; Fundos da Infância e da Adolescência; Fundo Nacional do Idoso; Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas).

Os recursos somaram mais de R$ 1,5 milhão apenas a entidades do Rio Grande do Sul. Para a diretora de Operações, Leany Lemos, os repasses via lei de incentivos fiscais reafirmam o quanto o BRDE está alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Social (ODS) e a própria missão de promover o desenvolvimento econômico e social da região Sul. “São pequenas ações que trazem dignidade e mais oportunidades para que tenhamos uma sociedade mais justa e inclusiva. Fazer na aldeia e impactar o planeta”, observou.

Um bom exemplo é o apoio do BRDE já de longos anos à Associação Gaúcha de Futebol para Cegos (Agafuc), de Canoas. A entidade reúne a base da seleção brasileira de futebol cinco que, no ano passado, conquistou a sua quinta medalha de ouro consecutiva nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

“Além de reforçar o apoio do banco em iniciativas com efetivo impacto social, promovendo inclusão através da cultura e do esporte, procuramos igualmente descentralizar os recursos para diferentes regiões do Estado. Acreditamos que assim estaremos fazendo a diferença em projetos que têm o mérito de mudar a vida das pessoas que serão atendidas”, destacou o diretor de Planejamento do BRDE, Otomar Vivian

Entre os novos projetos está o Centro de Reabilitação de Pelotas, que atua no atendimento de pacientes com deficiência intelectual ou múltipla, além de casos de autismo. O projeto terá o aporte de R$ 131,9 mil. Ainda na área de prestação de serviços de saúde estão contemplados projetos nas cidades de Bom Retiro do Sul, Lajeado e Santa Rosa. Ao todo, são 36 projetos apoiados apenas no RS.

As iniciativas apoiadas qualificam equipes e programações de entidades que prestam atendimento a crianças, jovens e idosos; promovem atividades de educação pelo esporte e competições que valorizam atletas; permitem a aquisição de equipamentos para hospitais, creches e asilos; estimulam a produção e a distribuição de livros para escolas e bibliotecas públicas; possibilitam apresentações de dança, música, artes visuais e cênicas, bem como a valorização do patrimônio arquitetônico e histórico, e ajudam a manter programações anuais de instituições como museus, centros de cultura e orquestras, entre outras.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de boas noticias

Prazo para propostas de adoção do sítio do Laçador vai até dia 24 de fevereiro
Estudo da Organização Internacional do Trabalho aponta recuperação lenta do mercado de trabalho em 2022
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa