Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024

Home Política Câmara dos Deputados aciona polícia por causa da invasão hacker à página oficial no X e postagem com insultos a Moraes

Compartilhe esta notícia:

O perfil da Câmara dos Deputados na rede social X, antigo Twitter, foi alvo de invasão hacker na manhã de sábado (10). O autor dos ataques fez uma publicação chamando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de “ditador” e que está planejando um “golpe de Estado” junto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A conta hackeada publicou o seguinte post: “O DITADOR Alexandre de Moraes destrói a democracia. Estão planejando um golpe de Estado orquestrado pelo Alexandre e por @LulaOficial. Serei caçado, mas estou lutando contra”, afirmou a postagem.

Na postagem, foram marcados os perfis oficiais do ex-presidente Jair Bolsonaro, um de seus filhos, Carlos Bolsonaro, o pastor Silas Malafaia e o influencer Monark.

Até o momento não se sabe de quem é a autoria da postagem, que ainda pede que perfis do Pastor Malafaia, Monark, Bolsonaro e do vereador Carlos Bolsonaro repostem a mensagem.

No início da tarde de sábado, em nota, a Câmara dos Deputados alegou que a conta foi hackeada com a publicação de uma mensagem considerada “injuriosa”.

A assessoria de comunicação da Câmara garantiu ainda que a postagem foi apagada menos de 15 minutos depois. “(Foi) imediatamente trocada a senha de acesso para que novos ataques cibernéticos não sejam realizados”.

A Câmara dos Deputados ainda explicou que acionou autoridades policiais e medidas de segurança. Além disso, garantiu que fará uma “investigação interna”.

Na própria conta da Câmara, o administrador confirma o ocorrido:

“A conta oficial da Câmara dos Deputados no X foi hackeada na manhã deste sábado (10), e postada uma mensagem injuriosa. Menos de 15 minutos depois, o texto foi apagado e imediatamente trocada a senha de acesso para que novos ataques cibernéticos não sejam realizados”, diz o publicado às 13h15.

A nota, além do texto do post, explica que “as autoridades policiais e medidas de segurança foram acionadas”.

“A Câmara dos Deputados também fará uma investigação interna. Estamos empenhados na melhoria contínua dos nossos processos de segurança para evitar que novos episódios como esse voltem a ocorrer”, diz o comunicado.

No início da tarde de sábado, o perfil estava aparentemente normalizado.

O Código Penal prevê pena de um a quatro anos de reclusão e multa para quem invadir dispositivo de uso alheio. Ainda não se sabe a autoria da invasão.

Leia a íntegra da nota da Câmara: “A conta oficial da Câmara dos Deputados no X foi hackeada na manhã deste sábado, 10, e postada uma mensagem injuriosa. Menos de 15 minutos depois, o texto foi apagado e imediatamente trocada a senha de acesso para que novos ataques cibernéticos não sejam realizados. As autoridades policiais e medidas de segurança foram acionadas. A Câmara dos Deputados também fará uma investigação interna. Estamos empenhados na melhoria contínua dos nossos processos de segurança para evitar que novos episódios como esse voltem a ocorrer.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Entenda por que Alexandre de Moraes soltou o presidente do partido de Bolsonaro
Bolsonaro transfere para general Heleno responsabilidade por plano de espionagem a Lula em 2022
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa