Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home Música Catálogo de músicas do Queen pode ser vendido por mais de 1 bilhão de dólares

Compartilhe esta notícia:

O Queen, uma das bandas mais conhecidas da história, está com seu catálogo de música à venda, com valores que podem ultrapassar US$ 1 bilhão (R$ 5 bilhões).

Uma fonte familiarizada com a aquisição das canções disse que as discussões estão “bem encaminhadas” para que a Universal Music Group compre o catálogo do Queen da Disney Music Group.

O catálogo de músicas mais caro da história, até o momento, é o de Bruce Springsteen, vendido em dezembro de 2021 para a Sony por US$ 500 milhões. Outros músicos como Justin Bieber, David Bowie e Sting também venderam seus catálogos musicais.

O que pode ter impulsionado o valor do catálogo do Queen foi o filme “Bohemian Rhapsody”, que retrata o início do grupo com destaque para a personalidade do vocalista Freddie Mercury, morto em 1991. A produção ganhou o Oscar de Melhor Filme em 2019.

Freddie Mercury

Cerca de 1.500 objetos do cantor Freddie Mercury – incluindo figurinos, canções manuscritas e obras de arte – serão leiloados em setembro, anunciou a empresa de leilões Sotheby’s na quarta-feira.

Antes da venda, que acontecerá em Londres, as peças icônicas do leilão serão expostas em Nova Iorque, Los Angeles e Hong Kong em junho, e depois em Londres, de 4 de agosto a 5 de setembro.

Entre os itens a serem leiloados estão uma coroa, inspirada na usada pelos soberanos britânicos durante sua coroação, e uma capa de pele sintética e veludo vermelho.

Essas duas peças são mais que representativas do extravagante artista britânico, que as usou para cantar “God Save The Queen” durante sua última turnê com o grupo, “The Magic Tour”, em 1986. Seu valor é estimado entre 60 mil e 80 mil libras esterlinas, o equivalente a cerca de R$ 373 mil e R$ 500 mil.

Outra peça importante que estará à venda são as nove páginas da letra da música “We Are The Champions”, escrita à mão pela cantora, uma das mais conhecidas do grupo. O preço é estimado entre 200 mil e 300 mil libras – aproximadamente R$ 1,1 milhão e R$ 1,9 milhão.

Um violão Freddie Mercury também estará à venda. Como obras de Picasso e Matisse, que pertenceram ao cantor, que morreu por complicações do HIV em 1991.

Esses objetos, que ficavam na antiga casa de Freddie Mercury, no opulento bairro de Kensington, em Londres, serão vendidos por Mary Austin, uma das amigas mais próximas do artista e que também foi sua parceira amorosa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

China planeja levar astronauta à Lua antes de 2030
Cientistas brasileiros desenvolvem vacina contra vício em crack e cocaína
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada