Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022

Home Cláudio Humberto Chefe da campanha de Leite sumiu na véspera

Compartilhe esta notícia:

Os meios políticos de São Paulo estão intrigados com o sumiço do prefeito de Santo André que, na sexta (26), véspera das prévias do seu partido, o PSDB, pediu de licença do cargo e escafedeu. Paulo Serra era o coordenador da campanha do gaúcho Eduardo Leite às prévias do PSDB. Ele foi escolhido para o papel de tentar dividir o apoio a João Doria no próprio Estado do governador, que venceria a disputa.

Diz que fui ali
Especialista em escafeder, Paulo Serra também tomou chá de sumiço no 2º turno da eleição de Doria para o governo estadual, em 2018.

Vai que é tua!
O desaparecimento do coordenador de campanha de Leite se somou a outros sumiços tão intrigantes quanto constrangedores, no sábado (27).

Lanterna na popa
“Cardeais” tucanos que prometeram vitória a Leite, como Aécio, José Aníbal, Jereissati etc., não apareceram na proclamação do vencedor.

Caso isolado
Leite contou só com um apoiador de sua candidatura derrotada, na proclamação dos resultados: o presidente do PSDB, Bruno Araújo.

Brasil supera a França na vacinação esta semana
Após superar EUA e Reino Unido na proporção de pessoas vacinadas contra a Covid-19, o Brasil deve ultrapassar a França, esta semana. Com 65 milhões de habitantes, cerca de 30% da população brasileira, o país europeu aplicou ao menos uma dose de vacina em quase 77% dos habitantes, o mesmo que o Brasil. A diferença é a média de mais de um milhão de doses aplicadas todos os dias por aqui.

Números
Até o dia 28, a França havia vacinado 76,73% da população e o Brasil, 76,64%. A maior parte das vacinas aplicadas na França são reforços.

Fora da curva
Casos fora da curva, como Portugal (89%), Cingapura (93%) e EAU (98%) têm menos de 10 milhões de habitantes, menos de 5% do Brasil.

Campanha vai avançar
Na segunda (29), o Ministério da Saúde anunciou que fechou a compra de mais 100 milhões de doses da vacina Pfizer para os brasileiros.

Fome e ganância
A importação de gasolina subiu 119% em um ano, segundo a Logcomex, e fez a fome encontrar a vontade de comer: nesse período, a Petrobras radicalizou na sua política de lucros que atormenta o Brasil.

Ops, deu errado
A vitória folgada do governo Bolsonaro na CCJ do Senado, por 16×10 votos, representou a derrota de todos os “analistas” que passaram os últimos dias vendendo a garantia de derrota da proposta. Deu errado.

Casório de interesses
A filiação de Bolsonaro é só um casamento de interesses: o PL garante a ele e a apoiadores palanques em todos os Estados, em troca de uma bancada numerosa no Congresso que o partido nunca teve.

Só pensam naquilo
Muitos deputados federais eleitos representam fatia maior nos fundos Partidário e Eleitoral, e esse é o principal “dote” de Bolsonaro e dos seus apoiadores, filiando-se ao PL. Partidos só pensam nisso.

Outra frente
O deputado Pedro Westphalen (PP-RS) lança nesta quarta (1º) uma frente parlamentar do bem, de Combate Doenças Pulmonares Graves. Médico, ele tem atuação destacada no combate à pandemia.

Não é piada
Uma comissão de “legislação participativa” da Câmara marcou reunião, a pedido de deputados do PT, para reclamar de impactos negativos das privatizações. Os “debatedores” serão… quatro deputados do PT.

Nada suspeito
O British Medical Journal, respeitada publicação científica, publicou denúncia de fraude e erros de um ex-funcionário de empresa responsável pelos testes clínicos da vacina Pfizer, nos EUA.

Conta salgada
Os institutos de Defesa do Consumidor (Idec), Clima e Sociedade (iCS) e Meio Ambiente (Iema) calculam que brasileiros vão pagar R$140 bilhões em 30 anos por usar termelétricas na crise hídrica.

Pensando bem…
…maltratar magistrado não é boa ideia nem em jogo de futebol.

PODER SEM PUDOR
Dialética do trabuco
Na campanha para presidente de 1960, Jânio Quadros foi a um comício em Aimorés (MG), onde o clima andava tenso entre facções da UDN e PSD. Assim que começou, José Aparecido de Oliveira foi com o deputado Padre Godinho à barbearia. Quando um fazia barba e outro cortava o cabelo, tiros foram ouvidos. Godinho decidiu sair da barbearia e Aparecido ponderou: “Não vá, eles continuam atirando!…” Padre Godinho, segundo relato do grande Sebastião Nery, parecia saber o que ocorrera lá fora: “Vou, é meu dever de sacerdote. Preciso dar extrema-unção ao Jânio.”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Prazo se esgota e PGR não denuncia Alcolumbre
CCJ aprova Mendonça e apequena Alcolumbre
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde