Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2022

Home coronavírus Chega a 36.360 o número de mortes por coronavírus no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

Divulgado nesta segunda-feira (20), o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (SES) ampliou para 1.499.870 o número de testes positivos de coronavírus em mais de 21 meses de pandemia no Rio Grande do Sul, com 36.3360 mortes.

A estatística inclui 135 novas confirmações de contágio e dois casos fatais – é provável que a estatística esteja abaixo da realidade, devido à subnotificação de dados nos fins de semana, que costuma nivelar por baixo os registros por até 48 horas. Como únicas perdas humanas mencionadas pelo balanço estão os seguintes indivíduos:

– Pelotas (homem, 55 anos);
– Selbach (homem, 78 anos).

Dentre os infectados até agora, ao menos 1.462.894 (98%) já se recuperaram, em todos os 497 municípios gaúchos. Outros 513 (0,03%) são considerados casos ativos (em andamento) – contingente que abrange desde os assintomáticos em quarentena domiciliar até casos mais graves atendidos em hospitais. 

A taxa média de ocupação das unidades de terapia intensiva (UTIs) por adultos estava em 54,6% no início da noite, conforme o painel de monitoramento covid.saude.rs.gov.br. Esse índice resulta da proporção de 1.746 pacientes para um total de 3.200 leitos da modalidade em 301 hospitais. Já o total de internações pela doença chega a 114.232 (8%).

Andamento da vacinação no Estado

Já no que se refere ao andamento da imunização contra o coronavírus no Rio Grande do Sul, a plataforma on-line do governo gaúcho continua defasada, devido ao ataque cibernético aos sistemas do Ministério da Saúde. Quem acessa o site vacina.saude.rs.gov.br encontra apenas dados relativos ao status do processo no dia 9 de dezembro.

Variante ômicron tem sete casos

Também nesta segunda-feira, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre confirmou mais dois testes positivos para a variante ômicron do coronavírus. A atualização ampliou para nove o número de ocorrências desse tipo na capital gaúcha – até agora a única com a nova cepa no Rio Grande do Sul.

Ambos pacientes são viajantes procedentes do exterior. Um reside em Porto Alegre e o outro é um turista com estadia local. A lista completa é formada por quatro “importados” (contraídos fora do município) e cinco transmissões entre pessoas com vínculo epidemiológico ao caso inaugural (também conhecido como “caso-índice”).

Todos eles relataram à ao serviço de Vigilância Epidemiológica terem recebido ao menos uma dose de vacina contra covid. No entanto, devido à impossibilidade de acesso a dados atualizados da vacinação (por conta de ataque cibernético aos sistemas do Ministério da Saúde, no dia 9 de dezembro), o status de imunização de cada um ainda não teve como ser conferido.

A alta transmissibilidade da variante ômicron, aliás, motivou a Divisão de Vigilância Sanitária (DVS) da SMS a emitir, também nesta sexta-feira, um comunicado sobre risco de transmissão comunitária (entre habitantes da cidade). O texto enfatiza que já foram identificados casos da nova cepa em quase 80 países. No Brasil, já são quatro Estados.

Como medida de prevenção e controle, deve ser dada especial atenção à vacina, incluindo a aplicação da dose de reforço para todos os indivíduos acima de 18 anos, de acordo com o imunizante recebido ou a condição de saúde:

– a partir de cinco meses da aplicação da segunda dose;

– a partir de 28 dias da segunda dose para imunossuprimidos;

– a partir de dois meses da dose única.

Também devem ser reforçadas medidas preventivas que já são de conhecimento geral, tais como distanciamento social, higienização frequente das mãos, uso correto de máscaras, ventilação natural de ambientes e isolamento de casos suspeitos, bem como a identificação de seus contatos próximos.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de coronavírus

Variante ômicron se espalha mais rápido que a delta e infecta pessoas já vacinadas, diz chefe da Organização Mundial da Saúde
“A pressa é inimiga da perfeição”, diz o ministro da Saúde sobre a vacinação de crianças contra a covid
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News