Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2022

Home em foco Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova nove indicações em sabatinas-relâmpago

Compartilhe esta notícia:

Em reunião semipresencial, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado sabatinou e aprovou sete indicados para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e um indicado para integrar o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Também foi aprovada a indicação de Morgana de Almeida Richa para ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Todas essas indicações ainda precisam ser confirmadas no Plenário do Senado.

O presidente da CCJ, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), destacou a agilidade da reunião. A reunião durou pouco mais de duas horas e Davi prometeu enviar as indicações de imediato para o Plenário. Por acordo entre os membros da CCJ, foi dispensada a leitura dos relatórios de indicação.

Davi informou que, a princípio, a comissão faria três sessões para as sabatinas. A discussão e a votação da PEC dos Precatórios (PEC 23/2021), no entanto, demoraram mais tempo que o programado. Assim, segundo Davi, houve a decisão de agrupar a votação de todas sabatinas.

“Pensávamos em um ambiente com melhores acomodações, mas diante do debate da PEC que se alongou, resolvemos mudar o que tínhamos planejado, o que resultou nessa sabatina, que mesmo sendo coletiva mostra a capacidade do nosso Judiciário”, declarou o presidente da CCJ, que ainda elogiou a competência de todos os indicados.

A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) pediu aos sabatinados “cuidado com o ativismo judicial” e disse que é preciso ter segurança jurídica em um momento de tanta polaridade política, no qual se fala muito em liberdade de expressão. Plínio Valério (PSDB-AM) elogiou o currículo e a competência de todos os indicados, a quem pediu “bom senso” nas decisões.

O senador José Aníbal (PSDB-SP) destacou o mérito dos indicados, mas destacou que o Brasil conta hoje, infelizmente, com 21 milhões de brasileiros em situação de miséria e uma geração de jovens que têm dificuldades de ter esperança, além de qualificação profissional e ambiente de trabalho para crescer e constituir família.

“Essas questões devem sensibilizar o Judiciário em todas as suas instâncias”, afirmou.

A reunião da CCJ ocorreu dentro do esforço concentrado do Senado, convocado pelo presidente Rodrigo Pacheco, para a apreciação de nomes de autoridades. Pacheco acompanhou a parte final da sabatina na CCJ.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Black Friday tem faturamento abaixo do esperado
Bolsonaro sanciona lei que cria novos cargos de juízes no Tribunais Regionais Federais
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde