Domingo, 07 de Agosto de 2022

Home Esporte Depois de contrair covid, brasileira sofre grave acidente e está fora das Olimpíadas de Inverno

Compartilhe esta notícia:

A brasileira Bruna Moura, representante do país no esqui cross country nas Olimpíadas de Inverno, sofreu um acidente de carro e não vai mais competir em Pequim. Segundo relato da atleta, o motorista tentou uma ultrapassagem perigosa na estrada e bateu em um caminhão. A atleta sofreu diversas contusões. Fraturas no pé, braço, três costelas e o ombro esquerdo. O condutor morreu na hora.

Bruna foi encaminhada de helicóptero para um hospital em Bolzano, na Itália. A brasileira participou de uma competição na Itália, onde garantiu a vaga para os jogos. No dia seguinte ao torneio, testou positivo para Covid e ficou de quarentena no país. Nesta quinta-feira (27), quando viajava para o aeroporto de Munique, na Alemanha, sofreu o acidente de carro próximo à cidade de Obervintl, na Itália.

“Eu estava sentada no banco de trás e com o cinto de segurança, os médicos falaram que foi isso que me salvou. Eu não vou para as Olimpíadas de Inverno dessa vez, mas eu estou viva”, disse Bruna.

Natural de Caraguatatuba, litoral de São Paulo, Bruna Moura começou a sua vida no esporte no ciclismo mountain bike, onde foi bicampeã brasileira.

Porém, em 2011, ela foi diagnosticada com uma comunicação interatrial, um condição cardíaca congênita, que exige uma cirurgia de alto custo como tratamento ou esperar anos no sistema público de saúde. Dois anos mais tarde, Jaqueline Mourão, que foi a sua treinadora na época do ciclismo, conseguiu uma pesquisa que pagou os custos da cirurgia de Bruna e a introduziu em outro esporte: o rollerski, ou esqui com rodas.

O esporte é a maneira que os atletas de esqui cross-country têm de treinar durante o verão. Depois de se destacar na modalidade, a Confederação Brasileira de Desportos na Neve convidou a paulista a integrar o esqui cross-country.

Aos 27 anos, Bruna Moura iria disputar a sua primeira Olimpíada de Inverno. Para o lugar de Bruna, o COB e o CBDN convocou Eduarda Ribera. Os jogos começam no próximo dia 4 de fevereiro e vão até o dia 20.

Nota oficial do Comitê Olímpico Brasileiro

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) informa que Bruna Moura, convocada para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos Pequim 2022, no esqui cross-country, sofreu um acidente automobilístico próximo à cidade de Obervintl, na Itália. A atleta seguia para a Alemanha, após um período de treinos na Áustria, onde faria os testes RT-PCR exigidos para entrada na China.

Bruna sofreu fraturas na ulna (osso do antebraço) e nos pés e se encontra hospitalizada. O COB e a Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) estão prestando todo o suporte à atleta.

Com a impossibilidade do embarque imediato para Pequim, COB e CBDN convocaram para o seu lugar a atleta Eduarda Ribera, terceira colocada entre as atletas que disputaram as duas vagas femininas do Brasil na modalidade. Duda já vinha cumprindo os protocolos exigidos pelo Comitê Organizador e deve embarcar para a China nesta sexta, 28.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Com mulheres no estádio e craque fazendo as pazes com a torcida, Irã se classifica para a Copa do Mundo
Grêmio encara o Brasil de Pelotas pela segunda rodada do Gauchão; acompanhe
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde