Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021

Home em foco Dilma recebe homenagem especial da Santa Casa

Compartilhe esta notícia:

Em visita à Santa Casa de Misericórdia, no Centro Histórico de Porto Alegre, a ex-presidente Dilma Rousseff recebeu uma homenagem solene por sua sua atuação em prol da instituição de saúde durante o período em que comandou o Executivo federal (2011-2016). O evento incluiu a inauguração de uma placa e a entrega de uma réplica à petista.

A ex-mandatária – que completará 74 anos no dia 14 de dezembro – foi recepcionada no Salão Nobre pelo provedor Alfredo Englert e pelos vice-provedores Vladimir Giacomuzzi e Vilson Darós. Também participaram a reitora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Lucia Campos Pellanda, diretores-executivos e médicos.

Da área política, compareceram correligionários de Dilma Rousseff como o ex-governador e ex-ministro gaúcho Olívio Dutra (1999-2002), os deputados federais Henrique Fontana e Pepe Vargas (que também são médicos), juntamente com assessores e outros convidados. Quem também prestigiou a cerimônia foi a advogada e ex-candidata parlamentar Fernanda Mendes Ribeiro, ligada ao MDB.

“Sem viés político”

Alfredo Englert destacou na ocasião uma importante característica da Santa Casa, que é a de “expressar gratidão a todos que atuam em prol da instituição”. Ele fez questão de ressaltar algo fundamental, sobretudo em tempos marcados pela polarização: a Santa Casa não tem partido ou preferência política, mas a missão de levar assistência médica de qualidade a todos os que dela necessitam.

Em seguida, o diretor-geral Julio Matos fez uma breve prestação de contas da aplicação dos recursos cuja destinação à Santa Casa tiveram a decisiva participação da então presidente Dilma Rousseff. Ele mencionou como exemplo as emendas de bancada em 2009, 2011 e 2016 – ano em que a petista foi afastada do cargo (já em segundo mandato) por meio de um processo de impeachment no Congresso Nacional.

“Agradecimento legítimo”

Ao final da sessão solene, a ex-presidente (que também foi ministra das Minas e Energia no governo de Luiz Inácio Lula da Silva) se disse alegre e gratificada pela homenagem.

“O fato de eu não comandar mais o País torna este momento ainda mais especial”, discursou. “Trata-se de um agradecimento legítimo, despojado de qualquer viés político.”

Em seguida, Dilma Rousseff visitou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e unidades de internação do Hospital Santa Clara. O roteiro priorizou algumas das áreas modernizadas com os recursos no período em que ela estava no Palácio do Planalto.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Buscando mais uma vitória no Brasileirão, plantel gremista se reapresenta aos treinos, com foco na Chapecoense
Itália aguarda liberação de vacina para crianças de 5 a 11 anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News