Domingo, 07 de Agosto de 2022

Home Colunistas Direção do PSDB quer colar imagem de Eduardo Leite em João Dória para alavancar candidatura presidencial

Compartilhe esta notícia:

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, exerce pressão muito forte junto ao governador gaúcho Eduardo Leite, para convencê-lo a disputar a reeleição. A estratégia da direção nacional tem dois propósitos: além de lançar um nome competitivo e tentar manter o governo gaúcho nas mãos dos tucanos, há também o interesse em vincular a imagem de Eduardo Leite ao presidenciável João Dória. A direção nacional vê na estratégia do uso da imagem de Eduardo Leite colada em Dória uma forma de alavancar a candidatura presidencial do partido no Sul do País.

Melo em Brasília, pelo subsídio à isenção dos idosos no transporte

O prefeito Sebastião Melo (MDB) obteve uma noticia positiva ontem em Brasília, onde se encontra para somar-se aos colegas da Frente Nacional dos Prefeitos, no movimento pela aprovação do PL 4.392/2021 que prevê que o governo federal subsidie a isenção dos idosos acima de 65 anos, cuja isenção é obrigatória por lei. O presidente do Senado Rodrigo Pacheco informou à Frente dos Prefeitos, que vai pautar o projeto para votação em plenário nesta quarta-feira, dia 16. Melo condiciona o congelamento no preço da passagem dos ônibus na Capital em 2022 à aprovação do projeto.

Bolsonaro fechou a torneira e esvaziou o MST

O presidente Jair Bolsonaro explicou como funcionava o mecanismo utilizado pelos governos de esquerda, para manter os trabalhadores rurais ligados ao MST como massa de manobra, e sob regime de escravidão e obediência: “Eles não entregavam os titulos de posse aos agricultores.”

Jair Bolsonaro comentou a redução drástica no número de invasões de terra durante seu governo, explicando que há uma razão para isso: “Cortamos a torneira de dinheiro que era repassado a ONGs que financiavam as invasões. Tirei dinheiro de ONG do MST e não tem mais MST. O número de invasões é menos de dez por ano. Resolvido rapidamente.”

Outra medida que reduziu as invasões, foi “a liberação do porte de arma em toda a fazenda, e não apenas na sede dela, o que inibiu os militantes do MST que invadiam as propriedades rurais, tendo a certeza de que seus proprietários estariam desarmados.”

Uma prisão polêmica em Torres

Causou repercussão negativa para as instituições policiais uma desastrada operação da Patram (Patrulha Ambiental) em Torres, no litoral norte gaúcho, com possíveis excessos. Sob alegação de maus tratos a animais, atendendo a uma denúncia anônima, a Patram, em operação espalhafatosa no barro Faxinal, ao invés de adotar uma postura pedagógica, preferiu prender e conduzir a idosa Nilza Machado Raupp, 61 anos, com sérios problemas de saúde (recupera-se de dois AVCs e da recente perda do esposo Luiz Carlos Bitencourt, falecido no ultimo dia 29 de janeiro, por falta de atendimento no Hospital Nossa Senhora dos Navegantes).

A idosa, ao ter o flagrante decretado na Delegacia de Policia, sofreu um mal súbito e precisou de atendimento médico, antes de ser removida para o Presídio Feminino de Torres. O caso está chegando ao conhecimento do secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Junior.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Bolsonaro muito próximo de anunciar apoio a Onyx no Rio Grande do Sul
Brasileiro paga geração de energia que não consome
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News