Sábado, 21 de Maio de 2022

Home | Diretórios do Cidadania indicam deputada Any Ortiz como candidata ao governo do RS

Compartilhe esta notícia:

Diretórios municipais do Cidadania de diversas regiões do Estado formalizaram, nesta quinta-feira (17), às executivas Estadual e Nacional do partido, a indicação para que a deputada estadual Any Ortiz concorra ao Governo do Rio Grande do Sul. Na avaliação dos presidentes que assinam o documento, a parlamentar tem um “perfil de liderança que se encaixa perfeitamente à exigência do nosso tempo”, reunindo as “virtudes necessárias para conduzir o Estado”, com “energia, visão, experiência, atitude e uma genuína conexão social.”

No momento, destacam as lideranças, o RS vive um cenário de indefinições políticas em relação às candidaturas de sucessão ao governador Eduardo Leite. Diante disso, somadas as incertezas trazidas pela pandemia, os diretórios do Cidadania sustentam que o atual contexto exige nomes capazes de unificar forças políticas, com visão moderna de gestão. “Precisamos dar continuidade às transformações estruturais do Estado e, ao mesmo tempo, acelerar as políticas de desenvolvimento econômico e social em favor da nossa gente”, apontam os presidentes na carta ao defender o nome de Any.

Na visão dos dirigentes, Any Ortiz tem a capacidade de reunir uma grande coligação em torno de um projeto coletivo, especialmente a partir da conjuntura nacional de federações partidárias, que poderá aproximar e aprofundar as parcerias estaduais. “Empreendedora, mãe, mulher e deputada mais votada da última legislatura. Entendemos que a Any reúne as características para a sucessão do governo”, detalham os presidentes dos diretórios.

Após formalizarem a indicação, os diretórios irão se mobilizar agora no sentido de conversar com a deputada para saber o que ela pensa sobre a indicação do seu nome e com a intenção de convencê-la a topar a missão, para que possam intensificar contatos também com as demais legendas.

Any Ortiz está em seu segundo mandato na Assembleia Legislativa, além de ter sido vereadora em Porto Alegre. Com 94,9 mil votos, recebeu a maior votação para o Parlamento gaúcho em 2018 entre as mulheres, sendo a terceira no geral. Uma das suas principais bandeiras é a luta contra os privilégios. É autora de projetos como o que extinguiu a aposentadoria especial para ex-governadores do RS e o que prevê a implementação da educação financeira no currículo escolar. Liderou a mobilização que culminou no fim da aposentadoria especial dos deputados estaduais e esteve entre os parlamentares que cobraram e conseguiram a revogação do aumento da verba de gabinete na Assembleia, no começo deste ano.

Além disso, a deputada defende um estado mais moderno e eficiente, menos inchado e com menor burocracia. Votou contra todos os aumentos de impostos e contra o aumento do ICMS desde que assumiu o mandato. Foi a favor das reformas e privatizações que ajudaram o governo do Estado a anunciar mais de R$ 5 bilhões em investimentos desde o ano passado, em áreas como infraestrutura, saúde, educação, segurança, agricultura, esporte, cultura, entre outras.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de |

No Brasil, Jean Pyerre realiza cirurgia para retirada de tumor
Volta às aulas: Cootravipa doa sanitização a escolas púbicas
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News