Sábado, 18 de Maio de 2024

Home Esporte Douglas recusa convocação de Bernardinho para voltar à Seleção de vôlei: “Ciclo encerrado”

Compartilhe esta notícia:

Convocado por Bernardinho para se juntar à Seleção Brasileira masculina de vôlei nos treinos de preparação para a Superliga, o ponteiro Douglas Souza se manteve firme em sua decisão de não defender mais o Brasil, tomada após os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021. Em publicação nas redes sociais, pouco depois de a lista ser divulgada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o jogador reiterou sua escolha e afirmou que não vai se juntar aos demais companheiros no Centro de Treinamento de Saquarema.

“Boa noite pessoal. Há pouco foi divulgada a notícia da minha convocação para Seleção Brasileira. Quero informar que minha decisão de não voltar para a Seleção já havia sido tomada desde os Jogos Olímpicos de Tóquio e não mudou. Eu já havia informado a CBV desta decisão. Sou imensamente grato a todos que torcem por mim e me apoiaram neste tempo em que estive com a nossa Seleção. Agradeço aos meus treinadores e companheiros de Seleção por este tempo em que estivemos juntos e conquistamos tantas vitórias, mas meu ciclo com a camisa da Seleção já foi encerrado. Sigo agora somente com meu clube e desejando muito sucesso para a Seleção Brasileira de vôlei”, escreveu.

Anunciado como treinador da seleção masculina de vôlei no final do ano passado, Bernardinho fez sua primeira convocação nesta segunda-feira (15), de olho no primeiro período preparatório para a Liga das Nações. A principal novidade da lista era justamente a presença de Douglas, que, logo após a última Olimpíada, decidiu se dedicar apenas ao vôlei de clubes para cuidar da saúde mental e ter mais tempo para a família.

Douglas chegou a ficar sem clube entre o fim de 2021 e o meio de 2022, até assinar com o Farma Conde/São José, equipe que defende desde então. Campeão olímpico em 2016, o jogador potencializou sua imagem durante a Olimpíada passada ao angariar seguidores nas redes sociais, graças aos vídeos que fazia em seu quarto na Vila Olímpica. Junto a isso, virou uma importante voz da comunidade LGBTQIA+ no esporte.

Em março do ano passado, ao interagir com seguidores no Instagram, reforçou que não pensava em voltar para a Seleção Brasileira. “Recebo essa pergunta diariamente, e a resposta vai ser sempre a mesma: não. Zero chance de voltar para a seleção. Estou muito feliz fazendo o que estou fazendo, sabendo que em um mês e meio vou ter férias, um tempo para mim, para o meu namorado, para cuidar da minha família, viajar, para não fazer nada se eu quiser. Estou bem assim.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Javier Milei envia segunda carta a Lula e reforça “centralidade” de relações bilaterais
“Alexandre de Moraes exige que X viole leis brasileiras”, afirma o bilionário Elon Musk
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News