Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Home Eleições 22 Em debate, Lula e Bolsonaro trocam acusações e fazem duelo de direitos de respostas

Compartilhe esta notícia:

Em três pedidos de direito de resposta seguidos, Lula e Bolsonaro trocaram acusações sobre episódios de corrupção durante os governos petistas e do atual presidente, no debate entre candidatos ao Palácio do Planalto realizado nesta quinta-feira (29), pela TV Globo.

Lula questionou Bolsonaro sobre sua gestão durante a pandemia e as acusações levantadas pela CPI da covid. Bolsonaro respondeu mencionando a prisão do ex-presidente e fazendo críticas aos episódios de corrupção durante os governos do PT. “Tome vergonha na cara, Lula”, afirmou o atual presidente.

Celso Daniel

Em parte do debate, Bolsonaro perguntou a Simone Tebet (MDB) sobre o caso Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André (SP), assassinado em 2002.

“Sua vice [Mara Gabrilli] vem falando que Lula foi o mentor intelectual do assassinato de Celso Daniel”, afirmou. Em sua resposta, Tebet rebateu: “Eu confio integralmente em minha vice, o pai dela foi vítima de extorsão da máfia dos transportes na época do governo do PT, mas lamento trazer essa questão para o debate e ser dirigida a mim. Falta ao senhor coragem para perguntar isso ao candidato do PT, que, segundo você, está envolvido no caso. Ele está aqui. Por que não pergunta a ele?”.

O ex-presidente Lula pediu direito de resposta e criticou a fala de Bolsonaro. “Não é possível conviver com alguém com a cara de pau”, começou o ex-presidente.

“O Celso Daniel era meu amigo e foi o melhor gestor público que esse País já teve”, seguiu. “A Polícia Civil e o MP já deu por encerrado [o caso], decidiram que é crime comum. Eu procurei o Fernando Henrique Cardoso e pedi para ele procurar a Polícia Federal, e você vem culpar o Lula pela morte de Celso Daniel?”

“Seja responsável. Você tem uma filha de dez anos vendo o programa que você está fazendo, pare de mentir, o povo não suporta mais.”

Cabo eleitoral

Soraya Thronicke, candidata filiada ao União Brasil, afirmou que Bolsonaro é o maior cabo eleitoral do ex-presidente Lula por falas do chefe do Executivo contra o oponente. A fala da candidata foi dada durante um embate dela com o Padre Kelmon (PT).

“Bem se vê que depois do Auxílio Emergencial o senhor arrumou emprego de cabo eleitoral do Jair Bolsonaro, que por sua vez é o cabo eleitoral do candidato Lula, porque quem está colocando Lula na liderança é inegável que é Bolsonaro”, disse ela a Kelmon.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Eleições 22

Por que é tão difícil acertar todas as dezenas da Mega-Sena? A estatística explica
Saiba o que acontece se o eleitor não votar e não justificar a ausência
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News