Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Home em foco “Em governos anteriores, o seu dinheiro era usado para financiar ditaduras socialistas”, afirma Bolsonaro

Compartilhe esta notícia:

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) ampliou o orçamento do Fundo Socioambiental na modalidade Apoio Continuado de R$ 100 milhões para R$ 150 milhões. Os recursos, de acordo com o presidente Jair Bolsonaro, têm foco em projetos voltados para educação, meio ambiente e geração de emprego e renda.

Ao destacar a medida nas redes sociais, Bolsonaro criticou a atuação do BNDES em outros governos. “Em governos anteriores, o seu dinheiro era usado para financiar ditaduras socialistas. Atualmente, entre muitos exemplos de valorização do brasileiro, mais um avanço acontece”, afirmou o presidente.

“Modelo de investimentos do Fundo Socioambiental garante até R$ 1 investido para cada R$ 1 dado por outros apoiadores. Perspectiva de captação passa para R$ 300 milhões”, prosseguiu Bolsonaro.

Por meio de nota, o BNDES informou que todo o investimento será feito no modelo não reembolsável, ou seja, que não necessita de quitação do crédito, desde que seja comprovadamente cumprido o contrato estabelecido e realizado o objeto da contratação, com a efetiva contrapartida socioambiental.

Lançado em agosto de 2021, o Fundo Socioambiental recebeu 37 propostas até 15 de outubro, data-limite do primeiro ciclo de avaliação. Desse total, 13 projetos, que somam R$ 153 milhões em investimentos, foram considerados aptos para seguir no processo de análise do banco.

Na modalidade Apoio Continuado, de acordo com o BNDES, os projetos podem ser apresentados a qualquer momento. Mas, como o comitê consultivo se reúne de forma periódica, a data-limite para apresentação de novas propostas a serem apreciadas no próximo ciclo é 28 de fevereiro. Os proponentes devem ser entes privados sem fins lucrativos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Micro e pequenas empresas são responsáveis por quase 80% dos empregos criados no Brasil
Lula diz esperar que o PT “compreenda a necessidade de fazer aliança” com Geraldo Alckmin
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde