Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home Porto Alegre EPTC recolhe 251 placas de veículos perdidas durante a enchente em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

As equipes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) recolheram placas de veículos perdidas durante a enchente que atingiu Porto Alegre. “As peças estão guardadas na sede da empresa, à disposição dos seus proprietários”, disse o órgão.

Desde o início dos eventos climáticos, a partir do dia 29 de abril, a EPTC já recebeu 251 placas, que foram entregues pelos cidadãos aos agentes de fiscalização de trânsito, na sede da empresa ou encontradas durante a limpeza da cidade. Dessas, 81 já foram restituídas e 11 dos motoristas contatados decidiram confeccionar novas identificações.

Aqueles que perderam as suas placas podem consultar pela Central de Atendimento ao Cidadão 156 (opção 1), ou fone 118, para saber se a sua identificação foi encontrada. Caso positivo, basta retirá-la setor de vistorias da EPTC, localizado na rua João Neves da Fontoura, 7, Azenha, das 9h às 16h.

Para aqueles que não encontrou sua placa, o Detran-RS divulgou no dia 23 de maio que dispensa a taxa de vistoria para reposição das placas extraviadas devido à inundação. Os Centros de Registro de Veículos Automotores (CRVAs) que não foram atingidos estão abertos para atender proprietários, que poderão solicitar gratuitamente a autorização para a realização do serviço.

Serviço

Quem constatou a perda da identificação deve fazer o registro da ocorrência (B.O.) na Delegacia de Polícia Civil, ou na plataforma on-line. Com ele em mãos, o cidadão deve procurar um Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) do DetranRS para solicitar autorização para fabricação de uma nova placa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

HPS de Porto Alegre registra aumento de 9% nas internações causadas por queimaduras
No Rio Grande do Sul, Lula anuncia duas parcelas do mínimo para 434 mil trabalhadores do Estado
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada