Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022

Home Colunistas Esquerda emite sinais do pesadelo que deseja trazer de volta para o Brasil

Compartilhe esta notícia:

Parte da grande mídia começa a cair na realidade e dar-se conta de que estão no mesmo barco, depois das declarações absurdas do ex-presidiário Lula, prometendo revogar a reforma trabalhista de 2017, furar o teto de gastos, e torrar as reservas cambiais em nome de um “projeto de desenvolvimento” caso voltem ao poder. Em editorial, o Estadão adverte que “o PT não sabe o que é cidadania” e assinala que “sem propor caminhos para o desenvolvimento econômico e social, o partido ataca um dos principais avanços obtidos nos últimos anos: a reforma trabalhista aprovada em 2017”.

Ronaldo Nogueira: “reforma não violou direitos”

A narrativa da oposição contra a reforma foi tão forte em 2018, que o ministro do Trabalho do presidente Michel Temer, Ronaldo Nogueira, não conseguiu sua reeleição. Ele agora rebate a absurda proposta do ex-presidiário, afirmando que “essa narrativa que a modernização trabalhista violou direitos não prospera, a modernização trabalhista, pelo contrário, consolidou direitos, trouxe segurança jurídica nas relações de trabalho e, por consequência, segurou o emprego. Tem um dado importantíssimo que, no Brasil, de cada 100 empregos gerados, 80 empregos são assegurado por micro e pequena empresa. A grande realidade é que a modernização trabalhista tirou o medo do empregador contratar”.

Onyx: “Sem pandemia, PT destruiu 2,5 milhões de empregos”

Atual ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni comentou a nova polêmica trazida pelo ex-presidiário e por seus aliados:

“No governo do PT, onde estava em vigor tudo aquilo que o Lula quer trazer de volta, nós tivemos, nos últimos dois anos e meio da presidente Dilma Roussef, por escolhas mal feitas, por equívocos cometidos na gestão das políticas econômicas, nós tivemos a queima, a destruição de 2,5 milhões de empregos. E não tinha pandemia. E no governo Bolsonaro nos tivemos, num único ano, que é o ano de 2021, a geração de quase 3 milhões de empregos com carteira assinada no Brasil. Aquele que trabalha no Brasil hoje e aquele que gera empregos no Brasil, sabe que hoje nos temos um cenário muito melhor do que tínhamos a cinco, seis anos trás.

Voltar para o passado é voltar para a roubalheira. O que nós temos que entender é que o Brasil deu passos importantes, e vai dar outros passos. Temos 7,8 milhões de nem-nem no Brasil, que são jovens que nem estudam, nem trabalham. Eles são frutos das políticas dos governos Lula e Dilma. E nós vamos criar agora a condição pra que, através das prefeituras e das empresas, a gente consiga abrir as portas para estes jovens, dar oportunidade para eles mostrarem o seu valor.”

Bolsonaro: “se vencer a eleição no RS, Onyx não volta para o governo”

O ministro do Trabalho e Previdência Social, Onyx Lorenzoni, trabalha forte junto ao presidente Jair Bolsonaro, para emplacar o senador Luis Carlos Heinze no ministério da Agricultura e Abastecimento, informa Lauro Jardim em “o Globo”.

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro explicou que dos 11 ministros que deixam o governo para disputas eleitorais, colocará substitutos com mandato-tampão. A exceção seria o senador Heinze. Sobre Onyx, Bolsonaro comentou que aposta na sua vitória, ao afirmar que “se vencer a eleição, ele não volta. Fica para fazer a transição até a posse no governo gaúcho”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Mínimo atual em dólar é 33,2% maior que com Lula
TSE terá 3 presidentes hostis a Bolsonaro este ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa