Sábado, 02 de Março de 2024

Home em foco Exportações chinesas crescem acima do esperado em julho

Compartilhe esta notícia:

As exportações da China cresceram acima do esperado em julho, oferecendo um impulso encorajador à economia, que luta para se recuperar de uma queda induzida pela covid, mas o enfraquecimento da demanda global pode começar a prejudicar os embarques nos próximos meses.

Em julho, as exportações subiram 18% em relação ao mesmo período do ano anterior, o ritmo mais rápido deste ano, mostraram dados oficiais da alfândega neste domingo, em comparação com um aumento de 17,9% em junho e superando as expectativas dos analistas de alta de 15%.

“O crescimento das exportações da China surpreendeu novamente pelo lado positivo. (Ele) continua ajudando a economia chinesa em um ano difícil, já que a demanda doméstica continua fraca”, disse Zhiwei Zhang, economista-chefe da Pinpoint Asset Management.

No entanto, muitos analistas esperam que as exportações percam força à medida que a economia global parece cada vez mais rumando para uma séria desaceleração, afetada por preços e taxas de juros em alta.

As importações no mês passado, contudo, foram novamente mais fracas do que o esperado, sugerindo que a demanda doméstica continua fraca. As importações subiram 2,3% ano a ano, ante alta de 1% de junho e previsão de aumento de 3,7%.

“Apesar de um aumento na demanda doméstica em meio ao afrouxamento das medidas de controle do Covid, o fraco desempenho do lado da produção atrapalhou as importações”, disse Xu Shuzheng, pesquisador da CITIC Securities, acrescentando que os surtos de Covid podem prejudicar a recuperação da economia.

As importações de petróleo bruto em julho caíram 9,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, uma vez que a demanda por combustível se recuperou mais lentamente do que o esperado devido a novos surtos de vírus.

O volume de circuitos integrados importados – uma importante importação chinesa – caiu 19,6% em julho na comparação anual, segundo cálculos da Reuters.

Isso pode ser uma bandeira vermelha adicional para as exportações, já que uma quantidade significativa das importações do país são componentes de mercadorias que são reexportadas.

A China registrou um superávit comercial recorde de 101,26 bilhões de dólares no mês passado, bem acima do superávit de 90,0 bilhões de dólares que analistas esperavam.

Apesar do superavit acima do esperado, a meta de crescimento da China, de “cerca de 5,5%”, é considerada fora do alcance. Segundo o Bloomberg, no mês passado, líderes do país disseram a funcionários do governo que a meta deveria servir como orientação, e não como um alvo difícil que deve ser atingido.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

China suspende parceria com o governo dos Estados Unidos em cinco áreas
Lula declara patrimônio de 7,4 milhões de reais, menor de que 2018
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde