Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Home Cláudio Humberto Factoides tentam ressuscitar o candidato Pacheco

Compartilhe esta notícia:

A movimentação recente do presidente do Senado revela mudança de ideia: após anunciar a desistência de disputar a presidente da República, até pelos índices irrisórios nas pesquisas, o senador Rodrigo Pacheco (PDS-MG) está novamente piscando olhos para líderes políticos e partidários interessados em examinar seu nome como “salvador da pátria” da terceira via. A informação é de aliados de Pacheco, segundo os quais uma agenda política foi retomada para colocá-lo no noticiário.

Vaidade ferida
Pacheco “desistiu” de concorrer porque seu ego não suportava a ideia de que, como presidente do Senado, não passar de 1% na intenção de voto.

Cavando espaço
Com os pré-candidatos de terceira via batendo cabeças, Pacheco voltou a alimentar a esperança de ser levado a sério como presidenciável.

Ops, foi mal
Após deixar o PSD e seu presidente na mão, Pacheco agora parece envergonhado para abordar o assunto com seu partido.

Pacheco na pista
Pacheco não admite claramente a intenção de retomar a candidatura, como é do seu feitio, mas suas iniciativas avisam que ele está “na pista”.

Diesel pode encarecer tarifa de ônibus em até 15,4%
Os aumentos da Petrobras, apenas este ano, devem fazer as tarifas de ônibus urbanos ficarem 15,4% mais caras, além do impacto de 3,1% no custo do frete em decorrência do reajuste do diesel nas refinarias anunciado esta semana. Segundo estudo técnico da NTC&Logística, o combustível que move a economia brasileira por meio dos caminhões em nossas rodovias acumula alta de 49,69% nos últimos 12 meses.

Para já
O impacto na tarifa de ônibus é previsão da Associação das Empresas de Transportes Urbanos, que crava um “reajuste imediato de 2,9%”.

Repasse automático
Para a NTC&Logística, o aumento de R$ 4,51 para R$ 4,91 na refinaria “acarretará a necessidade de reajuste adicional de no mínimo 3,1%”.

Implodiu o país
Em 2018, a voracidade da Petrobras sob comando do presidente Pedro Parente, que criou a política de lucros, levou a greve de caminhoneiros.

Mais próximos
Bolsonaro subiu 4 pontos e Lula caiu 1,6, de acordo com pesquisa CNT/MDA. Esses números levaram apreensão ao PT e explicam o comportamento nervoso do candidato, radicalizando o discurso.

Amnésia eleitoral
A pesquisa CNT/MDA revelou dado interessante sobre a memória do eleitor. Só 75,7% lembram em quem votaram para presidente em 2018 e mais da metade (51,7%) não lembra em quem votou para senador.

‘Já ganhou’ derrota
Recado do cientista político Paulo Kramer: “o maior ou pior adversário do presidente Jair Bolsonaro é o clima de ‘já ganhou’ que começa a tomar conta de uma parte da equipe presidencial.”

Alívio no Planalto
O Planalto estava apreensivo com as opções de Bolsonaro para vaga de ministro substituto do TSE. Mas houve indisfarçável alívio quando André Callegari, defensor dos irmãos Batista (JBS), não figurou na lista tríplice.

OMS lacradora
A Organização Mundial da Saúde aprovou resolução contra a Rússia que, na prática, não tem qualquer eficácia. Ameaça fechar seu escritório na Rússia, grande coisa, e “suspender” suas reuniões na terra de Putin.

Outra indústria
A Receita Federal fará leilão público de bens apreendidos no aeroporto de Viracopos, em Campinas, mas o que chamou atenção é que, apesar de público, para participar é necessário ter um certificado digital.

É livre a expressão
Precisou aparecer o bilionário Elon Musk para lembrar a lacrolância que toda censura deve ser combatida, ao admitir – em evento do Financial Times – o retorno do ex-presidente dos EUA Donald Trump ao Twitter.

Perdeu a paciência
O Partido da Causa Operária (PCO) criticou a deputada do Psol Talíria Petrone por desconhecer a Constituição ao falar que o indulto é inédito. “Fica mendigando apoio da burguesia em vez de combater Bolsonaro”.

Pensando bem…
… até o Lula prefere a Dilma fake.

PODER SEM PUDOR

Desafiá-lo é um perigo
Itamar Franco disputou o Senado pelo MDB, em 1974, contra José Augusto de Castro, da Arena. O horário gratuito era ao vivo e Castro vivia desafiando Itamar para debater, mostrando uma cadeira vazia. “Não fuja, Itamar”, provocava. Um dia, quando o locutor da Arena repetia o desafio, Itamar invadiu o estúdio e se sentou na cadeira: “Vim para o debate.” Pânico geral. Castro viu tudo pela TV e foi correndo para o debate, que, é claro, virou bate-boca. O TRE tirou o programa do ar, enquanto – reza a lenda – Castro corria atrás de Itamar, cabo de vassoura em punho.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Bagagem: se passar gratuidade, Bolsonaro vetará
Lucro abusivo da Petrobras é de meio bilhão por dia
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News