Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Home Mundo Filha de guru do presidente da Rússia morre em explosão de carro

Compartilhe esta notícia:

Darya Dugina, filha do pensador russo Alexánder Dugin, morreu neste sábado (20) em Moscou, confirmaram investigadores do Estado russo.

Um dispositivo explosivo detonou dentro do veículo que ela viajava, às 21h45 no horário local. A imprensa russa informou que o veículo colidiu em uma cerca antes de ser tomado pelas chamas.

Dugin é o pensador mais influente da Rússia, e acredita-se que esteja por trás da anexação da Crimeia pelo presidente russo Vladimir Putin em 2014.

Pai e filha estavam participando de um festival nos arredores de Moscou, e Dugin decidiu trocar de carro no último minuto, informou o jornal do governo russo Rossiyskaya Gazeta.

A agência de notícias estatal russa Tass citou Andrei Krasnov, amigo de Dugina, dizendo que o veículo pertencia a seu pai e que, provavelmente, ele era o alvo do atentado.

Segundo a mídia russa, Alexánder Dugin foi hospitalizado após a morte da filha. Os investigadores disseram que abriram um caso de assassinato e farão exames forenses para tentar entender exatamente o que aconteceu. Também afirmaram que estavam considerando “todas as versões” quando se tratava de descobrir quem foi o responsável pelo crime.

Imagens de TV que acompanham a declaração mostraram investigadores coletando fragmentos no local onde a explosão aconteceu.

Influência de Dugin no governo Putin

O pai de Darya Dugina, Alexánder Dugin, é um analista e estrategista polêmico, conhecido por visões ultranacionalistas. Dugin segue o eurasianismo, filosofia que acredita que a Rússia é uma civilização separada e única, um império que batalha por seu lugar de direito junto às potências mundiais.

Ele também defende que é papel da Rússia desafiar a dominação dos Estados Unidos no mundo. Dugin se aproximou de Putin no ano 2000, no início de seu governo. Na época, Putin disse publicamente que “a Rússia sempre se viu como um país eurasiano”.

Depois disso, Dugin afirmou que a frase de Putin foi “histórica, grandiosa e revolucionária”, que “mudou tudo”. Outras ações do governo russo, como a influência nas eleições dos EUA, o Brexit e os conflitos no leste da Ucrânia e da Geórgia, também são exemplos da influência das ideias de Dugin sobre Putin e seus aliados.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Brigadianos investigados por morte de jovem na Fronteira-Oeste são transferidos para prisão em Porto Alegre
Tribunal Superior Eleitoral vai testar novas urnas eletrônicas em eleição simulada neste domingo
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde