Quinta-feira, 30 de Maio de 2024

Home Tecnologia Google Pixel Tablet deve contar com suporte exclusivo a apps 64-bit

Compartilhe esta notícia:

Uma investigação na página de recursos para desenvolvedores do Google indica que o Pixel Tablet, anunciado durante o Google I/O deste ano como o retorno da marca ao segmento, pode suportar apenas aplicativos produzidos em 64-bit. A mudança ainda não está confirmada, mas poderia ser natural considerando a movimentação da indústria.

A descoberta foi feita pelo desenvolvedor e jornalista Mishaal Rahman durante navegação entre os recursos disponibilizados pelo Google. Entre eles, Rahman encontrou linhas destinadas a “mover o Tangor para apenas 64-bit” – Tangor é o codinome utilizado pela gigante das buscas para se referir ao Pixel Tablet.

Como destaca o jornalista, a mudança deve reduzir o uso de memória do Android, mas a custo de perder a capacidade de executar aplicativos que ainda tenham apenas versões 32-bit. Apesar do tom alarmista, isso não seria um grande problema, já que o Google exige que os desenvolvedores façam o upload de versões 64-bit dos apps desde 2019.

Conforme discutido por Mishaal Rahman, o suporte exclusivo a 64-bit é uma transformação de longa data planejada pelo Google, que já possibilita a disponibilização de builds exclusivamente 64-bit desde o Android 12, com a tendência sendo mantida com o recém-lançado Android 13.

O desenvolvedor também cita como a ARM, responsável pelos núcleos dos processadores que alimentam os dispositivos Android, já limitou os recentes Cortex-X3 de máxima performance e Cortex-A715 de alto desempenho ao formato de processamento mais avançado, enquanto a segunda versão do Cortex-A510 de alta eficiência exige que a fabricante interessada solicite a variante opcional em 32-bit.

Outro exemplo citado é o da Apple, que já implementou o suporte exclusivo a 64-bit em seus dispositivos desde 2017 – Rahman aponta o controle absoluto da gigante de Cupertino sobre o software e o hardware como razão da transição já ter ocorrido no lado do iOS e Mac.

Dispositivo marca retorno do Google aos tablets

Revelado em um teaser durante o Google I/O 2022, o Pixel Tablet é o retorno da gigante das buscas ao mercado de tablets, mas que curiosamente só será lançado em 2023 – a empresa tem adotado uma estratégia em que revela antecipadamente os dispositivos que pretende lançar para tentar contornar os vazamentos.

Assim sendo, poucas informações foram divulgadas sobre a novidade. Estão confirmados apenas o uso de chipset Google Tensor e do Android, possivelmente em sua 13ª versão, além de alguns aspectos presentes no teaser exibido.

“O companheiro do seu celular Pixel”, o Pixel Tablet terá traseira curvada em verde com acabamento similar ao Pixel 5, tela ampla com bordas brancas e câmera de selfies posicionada no topo com o dispositivo na horizontal, porta USB-C e sistema de som quad estéreo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Cientistas alteram tipo sanguíneo de rim para transplante
Saiba como se prevenir contra o vazamento de dados pessoais por aplicativos
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde