Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Rio Grande do Sul Governo federal autoriza compra de terras por consórcio europeu e parque eólico com investimento bilionário será instalado na Fronteira Oeste do RS

Compartilhe esta notícia:

Uma etapa importante para a implantação de parque eólico na Fronteira Oeste foi vencida nesta segunda-feira (31). O Diário da União publicou autorização prévia à empresa YBYTU Empreendimentos de Energia Renovável S.A para adquirir imóveis rurais nos municípios de Alegrete, Quaraí e Uruguaiana, ou seja, na faixa de fronteira do estado para o desenvolvimento de projeto de energia eólica.

O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) tem participado de reuniões e articulado para tirar esse projeto do papel. No dia 18/01 fez reunião com o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Paulo César Magalhães Domingues, e com representantes da empresa Ybytu, joint venture da Renobrax com uma sócia da Dinamarca.

A Ybytu é a empresa responsável pelo projeto Três Divisas e teve recentemente a licença prévia emitida pela FEPAM. O projeto eólico de 810 MW é para a Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, entre os municípios de Alegrete, Quaraí e Uruguaiana. É energia suficiente para abastecer o consumo residencial de mais de 1,3 milhões de gaúchos. A linha de transmissão entre parque eólico e a subestação em Alegrete será erguida pelo mesmo consórcio.

Na reunião do dia 18 foi tratada das possibilidades de conexão do projeto ao SIN (Sistema Interligado Nacional), o que hoje já é possível com as obras de transmissão em implantação e também das aprovações que ainda faltam por haver investimento estrangeiro em zona de fronteira. Também foi tratada da necessidade de expansão das linhas de transmissão do estado para que outros projetos tenham a possibilidade de se conectar ao SIN.

O diretor da Ybytu, Pedro Mallmann, faz questão de destacar o papel do senador no trâmite do processo: “A participação do Senador Heinze no acompanhamento dos processos de aprovação do Três Divisas foi fundamental para que conseguíssemos comunicar a importância do projeto a todas as pessoas envolvidas. Quanto a expansão das linhas de transmissão, essa é uma pauta que não só nós da Renobrax e Ybytu temos acompanhado. É uma pauta que todos os agentes do setor no RS, do Governo Estadual e também da EPE têm se empenhado em buscar que o RS tenha possibilidade de conectar os seus projetos no médio e longo prazo, quando as linhas em construção já estiverem ocupadas. Contarmos com o apoio e a liderança do senador em Brasília, ampliam as chances de sucesso dessa iniciativa, que precisa que nós gaúchos atuemos de forma integrada entre setor privado e público”.

O senador Heinze lembra que o Rio Grande do Sul é importador de energia elétrica e precisa desses investimentos para reduzir a demanda: “Além de suprir uma necessidade do estado por energia, o projeto Três Divisas terá investimento de R$ 3,6 bilhões e gerará 200 empregos diretos durante a fase de implantação do complexo. E depois, quando concluído, serão mais 40 empregos”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Companhias de cruzeiros estendem suspensão de operações até 18 de fevereiro
Contrabandista é preso com cigarros paraguaios em ônibus na Serra Gaúcha
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde