Domingo, 21 de Julho de 2024

Home Rio Grande do Sul Governo gaúcho tenta dimensionar o tamanho do prejuízo ao setor empresarial

Compartilhe esta notícia:

O governo gaúcho disponibilizou um formulário on-line para empresários de todos os portes e segmentos possam relatar prejuízos decorrentes das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul nas últimas semanas. Conforme o Executivo estadual, responder o documento é fundamental para que se possa dimensionar as perdas e buscar recursos de auxílio à categoria.

Desenvolvida pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec) por meio de seu Gabinete de Apoio ao Empreendedor, a iniciativa conta com o engajamento da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O questionário pode ser acessado em desenvolvimento.rs.gov.br.

O questionário é semelhante ao utilizado para quantificar os danos decorrentes dos incidente climáticos que atingiram a região do Vale do Taquari no ano passado. São solicitadas a identificação da empresa, estimativa do prejuízo financeiro imediato, ciência sobre as linhas de crédito e se esse financiamento é necessário ao processo de retomada.

Também são solicitadas especificações sobre questões logísticas e se o empreendedor atua no comércio, atacado ou turismo, por exemplo. A Junta Comercial do Rio Grande do Sul (Jucis-RS), vinculada à Sedec, auxiliará no processo fazendo o cruzamento de dados para que se tenha um panorama o mais completo possível da situação.

Titular da Sedec, Ernani Polo salienta a necessidade de dados concretos para construir uma estratégia de recuperação para micro, pequenas, médias e grandes empresas: “Os impactos são altíssimos, então precisamos fazer esse trabalho coordenado para ter a maior precisão possível. Vamos a campo a partir desta segunda para levantar as informações”.

Setor de eventos

Um dos mais impactados (assim como na época do auge da pandemia de coronavírus), o setor de eventos também é motivo de preocupação. São atividades suspensas ou mesmo canceladas, bem como estabelecimentos inundados e cujo destino permanece incerto.

O Gabinete de Apoio ao Empreendedor da Sedec promoveu nesta semana uma reunião virtual com representantes da área, a fim de discutir a situação. Conforme o secretário Ernani Polo, o governo gaúcho dará atenção especial ao segmento nas medidas de recuperação econômica do Estado:

Protagonistas do setor pediram apoio para que sejam mantidos os eventos nas regiões gaúchas que não foram afetadas pelas enchentes, como forma de movimentar a economia local e manter empregos.

O presidente do Conselho Consultivo da Associação Gaúcha de Empresas e Profissionais de Eventos (Agepes), Alexandre Grazadio, estima que cerca de 10 mil empregos diretos são gerados por seus filiados. Isso, sem contar os indiretos.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

O Poder Judiciário já repassou mais de R$ 130 milhões ao Rio Grande do Sul
Em apoio às vítimas das enchentes no RS, as indústrias farmacêuticas já fizeram a doação de mais de 3,4 milhões de caixas de medicamentos, mais de R$ 4,4 milhões, e mais de 133 toneladas de alimentos à população gaúcha
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News