Domingo, 16 de Janeiro de 2022

Home Economia Inflação do aluguel acumula alta de 17,78% neste ano

Compartilhe esta notícia:

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), conhecido como a inflação do aluguel, variou 0,87% neste mês, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (29) pela FGV (Fundação Getulio Vargas). Com o resultado, o índice acumulou alta de 17,78% neste ano.

Em 2020, o IGP-M teve alta de 23,14%. Apesar de desacelerar em 2021, o índice registrou a segunda maior elevação anual desde 2002, atrás somente do resultado do ano passado.

O IGP-M é conhecido como a inflação do aluguel por servir de parâmetro para o reajuste de diversos contratos, como os de locação de imóveis. Além da variação dos preços ao consumidor, o índice também acompanha o custo de produtos primários, matérias-primas, preços no atacado e dos insumos da construção civil.

Entre os três componentes do índice, a maior pressão neste ano foi observada nos preços ao produtor, que acumularam elevação de 20,57% em 2021, com destaque para as matérias-primas e commodities.

Desde 2020, o IGP-M tem subido bem acima da inflação oficial do País, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor – Amplo).

Composição do IGP-M

O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que possui peso de 60% na composição do IGP-M, variou 0,95% em dezembro, acumulando avanço de 20,57% em 2021.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), com peso de 30% no IGP-M, variou 0,84% em dezembro, encerrando o ano com alta de 9,32%. Já o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), com peso de 10% no IGP-M, ficou em 0,30% em dezembro e fechou 2021 com alta de 14,03%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Preso motorista que atirou quatro vezes contra carreta após desentendimento em rodovia federal gaúcha
170 mil veículos devem passar pela Freeway em direção ao litoral no Ano-Novo
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa