Quarta-feira, 08 de Dezembro de 2021

Home Tecnologia iPhone 13: escassez de chips deve cortar meta de produção do celular da Apple

Compartilhe esta notícia:

A escassez global de chips pode afetar a produção do iPhone 13, novo modelo de smartphone da Apple anunciado em setembro. Segundo a agência de notícias Bloomberg, a fabricante deve reduzir a produção do celular em até 10 milhões de unidades e produzir ao todo 80 milhões de novos modelos do iPhone até o final deste ano.

A empresa já havia sinalizado aos investidores que a falta de chips afetaria a produção do iPhone. Vários analistas de Wall Street, no entanto, não mudaram suas estimativas de vendas do smartphone após a notícia. “O relatório não me motiva a rever minha estimativa de unidades vendidas do iPhone”, disse Tom Forte, analista da DA Davidson & Co. Analistas acreditam que a gigante da tecnologia deve resistir ao impacto compensando as vendas perdidas no final do ano com uma exibição mais forte em 2022.

“A Apple desfruta da fidelidade do cliente de forma que qualquer atraso na produção apenas empurra as vendas do iPhone para trimestres futuros”, escreveram os analistas do banco Morgan Stanley em uma nota.

A Apple também tem influência sobre seus fornecedores de componentes, devido ao seu enorme poder de mercado. Isso significa que, embora possa não ser capaz de comprar quantas peças quiser, provavelmente a empresa obterá mais do que seus rivais.

“Embora acreditemos que a Apple obtenha tratamento preferencial da cadeia de suprimentos e esteja melhor posicionada entre os fornecedores de hardware, ela não está imune às circunstâncias extremas sentidas antes da temporada de vendas de fim de ano”, disse Angelo Zino, analista da empresa de pesquisas CFRA.

Durante a maior parte do ano passado, a Apple isolou o iPhone da escassez, priorizando componentes para o celular. A falta global de chips, porém, prejudicou a capacidade da Apple de vender Macs e iPads. Em julho, a empresa avisou que começaria a afetar a produção do iPhone também e previu uma desaceleração no crescimento da receita.

As ações da empresa caíram cerca de 3% desde seu aviso em julho e caíram cerca de 1% nesta quarta-feira, 13.

Jeff Fieldhack, diretor de pesquisa da Counterpoint Research, disse que o corte de produção da Apple relatado também pode ser parte do processo normal de lançamento do fabricante do iPhone, onde são preparados dispositivos em excesso para uma corrida inicial do cliente e, em seguida, os pedidos são cortados conforme as tendências de vendas se tornam mais claras. Fieldhack acrescentou que as vendas do iPhone 13 parecem saudáveis e maiores do que as do iPhone 12 do ano passado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

HPV: veja causas, sintomas e tratamentos
Conheça alimentos que podem impactar diretamente na saúde do cérebro: é o cardápio da cabeça boa
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada