Sexta-feira, 01 de Março de 2024

Home Cláudio Humberto J&F contrata advogado de Lula contra Joesley

Compartilhe esta notícia:

Após delatarem meio mundo na Lava Jato, os irmãos Joesley e Wesley Batista recrutam advogados de políticos poderosos. Eles se aproximaram de Frederick Wassef, da confiança da família Bolsonaro, e a investida mais recente é Cristiano Zanin, defensor de Lula na Lava Jato, inclusive das acusações do próprio Joesley. Agora, a tarefa de Zanin é abater a multa de R$10 bilhões da leniência da J&F no Ministério Público Federal, aliás, usada para reduzir a multa na negociação com a justiça americana.

Recuo esperto
Foi só sair o acordo nos EUA, para que a dupla voltasse atrás no acordo com o MPF, que já se manifestou contra a redução da multa bilionária.

Incômodo
Na delação, o advogado de Lula alegou que Joesley mentiu ao citar uma conta de US$150 milhões no exterior para pagar propinas a Lula e Dilma.

Denúncia fake
O site pessoal de Lula, que hoje quer distância dos Batista, publicou texto recentemente alegando que a acusação não passa de “fake news”.

‘Incomprovável’
Joesley nada provou: o procurador Ivan Cláudio Marx chamou a versão de Joesley de “incomprovável”, sem apresentação de documentos.

Invasor de mercado é político profissional no CE
Cabeça do movimento baderneiro que invadiu um supermercado em Fortaleza, exigindo cestas básicas sob ameaça de depredação, disputou o Governo do Ceará nas últimas eleições. Serley Leal é filiado ao Unidade Popular, sigla de extrema esquerda com ideias radicais contra o sistema financeiro, e já disputou três eleições. Perdeu todas. Serley Leal e sua companheira, também adepta de invasões ilegais, adoram destinos internacionais. Exibem no Instagram click romântico em Buenos Aires.

Aspirações
O “militante” tentou ser vereador pelo PT em 2012, vice-prefeito (2020) e governador (2022), ambos pelo UP. O eleitor o reprovou todas as vezes.

Pobre de fachada
Serley é proprietário de confortável apartamento de 116m² no bairro de Fátima, um dos mais tradicionais da capital cearense.

Socialista de iphone
Apesar de o partido ser contra o capitalismo, Serley acumula ações no “repulsivo” mercado de ações. Tem ainda uma previdência privada.

País capturado
O Brasil não “está quebrado”, como alega o PT, mas com certeza foi capturado pelo setor público, como tem dito o ex-ministro Delfim Netto: aumentaram ontem em 19,25% os salários de valores já siderais do Senado, onde há parlamentares ganhando menos que seus assessores.

Censura paga
Novo “Arquivos do Twitter”, série de denúncias que revelam a relação promíscua entre essa rede social, a imprensa e a esquerda nos EUA, mostra que o governo de lá pagou US$3,4 milhões por censura.

Todos na roda
Segundo o dono do Twitter, Elon Musk, outras redes também receberam dinheiro do governo dos EUA para promover a censura de políticos, celebridades etc., especialmente aquelas alinhadas à direita no país.

Impunidade
Como de hábito, a greve-chantagem anual ignora a determinação da Justiça do Trabalho de garantia de funcionamento de 90% dos voos. Ignora porque nada acontece. A multa fixada, desta vez de R$200 mil ao dia, é sempre perdoada. Ou nunca é paga. E tudo fica por isso mesmo.

Dívida resgatada
O governo do Distrito Federal iniciou nesta terça-feira (20) as obras da reforma do Teatro Nacional, em Brasília, uma das promessas de campanha do governador reeleito Ibaneis Rocha (MDB).

Vaidade e ousadia
Segundo o senador Carlos Viana (PL-MG), após a “decisão vaidosa” do ministro Luís Roberto Barroso (STF) de mandar o Senado instalar a CPI da Covid, as decisões do Supremo estão “cada vez mais ousadas”.

Na gaveta
De saída da Câmara, Paulo Eduardo Martins (PL-PR) apresentou há meses uma PEC para “limitar poderes do STF”, com o fim de decisões monocráticas e número mínimo de votos para partido acionar a Corte.

Crise no horizonte
Um dos maiores bancos de financiamento imobiliário do mundo, o Nationwide anunciou uma previsão de queda de 5% no valor dos imóveis no Reino Unido, para 2023. É a crise, mas já está precificada.

Pensando bem…
…o STF acabou o “orçamento secreto”, mas não o gasto dos R$19,4 bilhões, que agora serão rateados entre os salivantes parlamentares.

PODER SEM PUDOR
Conversa indesejável
Governador da Paraíba nos anos 1970 e aliado do regime militar, Ernane Satyro não era dado a amabilidades. Certa vez, num voo para Brasília, instalou-se na primeira fila e enterrou o rosto num livro aberto, para evitar conversas indesejáveis. Um passageiro sentou-se ao lado. “Eis uma ótima chance para conversar com o senhor, governador!” Satyro fechou o livro, levantou-se, olhou o homem e despachou: “Boa oportunidade para o senhor, não para mim.” E foi procurar outro lugar.

Com Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Milagres existem? A artista Irene Alves no seu livro “O Caminho” diz que sim
Com aumento, Judiciário custará R$ 112 bilhões
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada