Terça-feira, 09 de Agosto de 2022

Home Brasil Loja de shopping fecha e deixa cliente preso, em Fortaleza

Compartilhe esta notícia:

Um cliente ficou preso em uma loja de departamentos de um shopping em Fortaleza, nesta semana. O estabelecimento fechou depois do expediente, ficou vazio e ele não conseguiu sair. O arquiteto Raphael Malheiros, 31 anos, afirmou que olhava o preço de um produto quando decidiu ir embora e se deparou com as portas fechadas.

A situação inusitada foi registrada em vídeo pelo próprio cliente que, depois do susto, se divertiu com o que aconteceu.

“Comecei a rodar a loja e não tinha ninguém. Comecei a me desesperar, mandei mensagem para um amigo meu e não achei ninguém. Voltei no portão para ver se tinha alguma alternativa […] comecei a gritar, perguntar se tinha alguém [na loja] e nada de ninguém me responder. Já estava pensando em dormir lá”, contou o arquiteto

Em nota, a Tok&Stok pediu desculpas ao consumidor pelo ocorrido e afirma que a empresa apura o caso internamente. “…a unidade Tok&Stok do shopping Rio Mar segue o protocolo padrão de encerramento de atividades praticado em todas as unidades pelo Brasil”, disse a empresa.

O cliente contou que foi jantar no shopping, como costuma fazer todas as noites, e quando terminou, decidiu ir à Tok&Stok. Ele sabia que já estava tarde, mas acreditava que em poucos minutos conseguiria checar o preço das mesas e, depois, ir embora.

“Já estava tarde, mas eu pensei: ‘ah, vai dar tempo. Em meia hora, num instante, eu vejo essas mesas lá’. Aí eu fui. Entrei na loja e comecei a ver as mesas. Passa o tempo, um áudio no som da loja: ‘as atividades de venda estão encerrando’. Aí como eu vi que estava encerrando, eu pensei: ‘ah, deve ter gente no caixa ainda lá. Vou só olhar o preço de uma mesa num instante e vou embora’. Foi coisa de uns dois minutos no máximo, não foi muito tempo. Quando eu fui para a entrada, o portão estava fechado”, relatou Malheiros, aos risos.

Saída da loja

Malheiros conta que encontrou um elevador na loja, desceu e foi parar no estoque do estabelecimento. Lá, mesmo com todas as luzes apagadas, ele avistou um funcionário saindo.

“Avistei um cara saindo por uma porta de vidro e quando eu corri o cara se assustou. Ele disse: ‘meu Deus, tu ainda estava lá na loja? Cara, eu sou a última pessoa a sair daqui e já estava indo embora. Tu ia ficar preso aí’”, relatou o arquiteto.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Após pedido de bloqueio de seus bens, Sérgio Moro vai processar subprocurador
Porto Alegre oferece testes gratuitos de coronavírus em dois postos de saúde neste domingo
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa