Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Home em foco Lula recebe alta dois dias após cirurgias e já está no Palácio da Alvorada

Compartilhe esta notícia:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu alta neste domingo (1º), e deixou o hospital Sírio-Libanês, em Brasília, onde estava internado após uma cirurgia no quadril e outra nas pálpebras. O petista saiu do local por volta das 16h e foi levado para o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República.

O boletim médico divulgado na tarde desse domingo aponta uma “boa evolução clínica” do presidente. Lula fará agora uma “reabilitação ambulatorial” com a equipe liderada pelos médicos Roberto Kalil Filho, Ana Helena Germoglio e Giancarlo Cavalli Polesello.

Às 17h, Lula agradeceu “orações e todas as mensagens de carinho” em uma publicação na rede social X (antigo Twitter). “Recebi alta e já estou no Palácio da Alvorada, de onde irei trabalhar nas próximas semanas”, afirmou.

A estimativa era que Lula tivesse alta hospitalar na terça-feira (3), mas a recuperação do presidente surpreendeu a equipe médica. Na manhã deste domingo, o boletim médico informou que o petista havia passado a noite em estabilidade. A equipe também informou que o presidente já havia caminhado, subido e descido escadas, com assistência fisioterapêutica.

Por volta das 15h20, o fotógrafo oficial da Presidência, Ricardo Stucker, chegou ao hospital para visitar Lula. Antes da alta hospitalar, a primeira-dama Janja da Silva celebrou a saída antecipada. “Tem alguém que vai jantar em casa hoje”, escreveu em uma rede social.

Segundo o petista, ele trabalhará “normalmente” na capital federal após a cirurgia, mas não será visto utilizando andador, aparato essencial em uma das etapas da recuperação. “Só vou viajar agora dia 28 ou 29 de novembro, para os Emirados Árabes. Até lá, vou ficar aqui em Brasília, não vou poder pegar avião, mas vou trabalhar normalmente”, disse durante programa “Conversa com o Presidente”, live semanal produzida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Entenda a cirurgia

Chamada de artroplastia do quadril, a operação ortopédica durou pouco mais de uma hora, das 12h às 13h13m de sexta-feira. O presidente passou por uma artroplastia total de quadril e colocou uma prótese híbrida, que tem parte fixada com cimento ósseo e outra encaixada diretamente no osso. Sete médicos acompanharam a cirurgia. Na noite de sexta ele já havia firmado os pés no chão.

Lula também passou por um procedimento para a correção da pálpebra. A intervenção para a remoção do excesso de pele ocorreu das 15h às 16h16m e foi realizada pela médica Eliana Forno. Esse procedimento não exige cuidados pós-operatórios complexos, segundo os médicos.

A previsão é que Lula passe pelo menos três semanas despachando do Palácio da Alvorada. O presidente deve deixar o hospital podendo andar. O Palácio do Planalto prevê um período de quatro a seis semanas sem viagens do presidente.

O presidente foi submetido a cirurgia pois sofria com intensas dores na cabeça do fêmur, provocadas por uma artrose. Lula reclamava de dor desde agosto do ano passado pois sofreu um desgaste natural da idade na cartilagem que fica entre o fêmur e a bacia. Cerca de 20% das pessoas com mais de 65 anos têm o problema. Em julho deste ano, Lula falou publicamente de suas dores durante uma live e afirmou que tem ficado “irritado”, “nervoso” e de “mau humor”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Projeto de usina para tirar sal da água do mar em Fortaleza pode derrubar internet no País
Petrobras quer investir em hidrogênio e baterias de carros
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde