Terça-feira, 25 de Junho de 2024

Home Saúde Médicos alertam para a importância do diagnóstico precoce na cura do câncer de próstata

Compartilhe esta notícia:

O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem fazer anualmente o exame de toque retal, que permite avaliar alterações da próstata. O urologista e conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) Nelson Batezini, salienta a importância da visita regular ao médico. “É na consulta de rotina que o urologista tem a oportunidade de conhecer o paciente e, muitas vezes, diagnosticar outras doenças não urológicas, visto que o hábito de ir ao médico não é uma rotina dos homens”, enfatiza.

A maioria dos casos de câncer de próstata é diagnosticada por uma combinação do exame de toque retal e dosagem de PSA (Antígeno Prostático Específico), realizada através de exame de sangue. Outros exames podem ser solicitados se houver suspeita de câncer, como as biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise.

Sintomas

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, alguns dos sintomas mais comuns são:

• dor óssea;

• dores ao urinar;

• vontade de urinar com frequência;

• presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Fatores de risco

Entre os fatores de risco estão histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio) e mama (mãe, irmãs); obesidade, idade e raça: homens negros têm maior risco.

Medidas preventivas

Segundo o Inca, uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais e menos gordura, principalmente de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer.

Batezini destaca outros hábitos saudáveis que também são recomendados na prevenção do câncer de próstata. Entre eles, fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, identificar e tratar hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

“Além disso, quando tratado em uma fase inicial, as sequelas do tratamento são menores, e a temida disfunção erétil, que todos associam à cirurgia de próstata, pode não ocorrer”, finaliza o médico.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Em pronunciamento, ministro da Saúde pede que os pais vacinem as crianças contra a poliomielite
Consumo de alimentos ultraprocessados provoca 57 mil mortes por ano no Brasil
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News