Domingo, 07 de Agosto de 2022

Home em foco Menino de 5 anos é resgatado sem vida depois de ficar 5 dias preso em poço de 32 metros no Marrocos

Compartilhe esta notícia:

Morreu o menino Rayan Awram, de 5 anos, que ficou 5 dias preso em um poço profundo no Marrocos. O menino foi retirado do local no sábado, após uma megaoperação de resgate que durou 4 dias, mas ele não sobreviveu.

Retirado do poço por bombeiros e socorristas, Rayan foi imediatamente encaminhado para receber cuidados médicos, mas já estava sem vida. Sua morte foi anunciada por um pronunciamento oficial das autoridades do Marrocos.

O menino havia caído em um poço de 32 metros (o equivalente a 10 andares) na última terça (1º), e o resgate começou oficialmente no dia seguinte. Entenda como foi a tentativa de resgate.

Poço estreito

O poço onde Rayan ficou preso tinha 45 cm de largura na abertura, mas se tornava ainda mais estreito em sua extensão. Não foi possível para os bombeiros descerem pela abertura existente, mas eles enviaram água, comida e oxigênio por ela. Uma câmera também foi descida por essa abertura para observar a situação da criança.

As autoridades correram contra o tempo porque as temperaturas na região podem ser fatais no inverno. Um membro da família de Rayan disse que em alguns momentos o menino chorava e pedia para ser retirado: “me subam”, dizia.

Para retirada do menino do local, esquipes de resgate cavaram um túnel vertical paralelo ao poço, que foi reforçado com uma tubulação de aço para evitar desmoronamento.

Grandes escavadeiras foram utilizadas para retirar a terra. Os riscos de segurança e a dificuldade do terreno fizeram com que a escavação demorasse três dias.

No quarto dia, a profundidade necessária já havia sido atingida e os socorristas então começaram a cavar um túnel horizontal para chegar até a criança. Para evitar deslizamentos, a escavação foi feita com pás e com as mãos — este foi o momento mais delicado da operação. Neste momento, Ryan ainda estava respirando.

Quando os socorristas chegaram até ele, no entanto, Rayan já estava sem vida.

A operação envolveu especialistas em engenharia topográfica, dezenas de bombeiros e socorristas e uma equipe médica. Os pais do menino aguardaram na superfície. Uma ambulância e um helicóptero ficaram em espera no local para prestar socorro o mais rápido possível após o resgate.

A operação mobilizou o país. Centenas de pessoas foram ao local observar o resgate, que também foi transmito ao vivo em redes de televisão.

No sábado, às 13h, o comitê que supervisionou a operação disse que Rayan estava vivo, recebendo suprimentos de oxigênio, mas com alguns ferimentos. Os socorristas alcançaram o menino algumas horas depois, mas ele não resistiu.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Grêmio recebe o lanterna Guarany de Bagé neste domingo na Arena pelo Gauchão
Piloto britânico Lewis Hamilton reaparece nas redes sociais após dois meses e abafa rumores de aposentadoria na Fórmula 1
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde